5 sinais de que é hora de você viajar sozinho

5 sinais de que é hora de você viajar sozinho

Por muitos anos essa história se repetiu na minha vida: eu queria viajar e saía à procura de uma companhia pra ir comigo. Na maioria das vezes não encontrava ninguém e acabava abortando o plano da viagem.

Até que um dia eu fui sozinha. Não foi a melhor viagem da minha vida, mas tudo bem, porque até pra viajar sozinho você tem que aprender como se faz. Mas na segunda já fui me aperfeiçoando, achando que foi a melhor de todas e assim, sucessivamente até hoje, onde eu simplesmente adoro viajar sozinha e vou com todo prazer.

No entanto, deixei muitas viagens de lado até entender que nem sempre encontraria alguém para me acompanhar mas que eu deveria viajar mesmo assim.

E para você não perder o seu tempo também, coloco aqui alguns sinais para entender quando é preciso viajar sozinho:

1. Você não tem companhia para viajar.

Não é falta de amigos. É que a vida é assim mesmo. As pessoas não têm tempo, dinheiro, as férias não coincidem ou, cá entre nós, alguns nem gostam de viajar tanto assim como você. Nessa horas, você tem poucas opções: não viajar e se arrepender pra sempre, se enfiar num daqueles grupos de excursão quase roubada ou viajar sozinho e “correr o risco” de ter a melhor experiência da sua vida.

2. Você tem companhia, mas elas não são as melhores para viajar.

Não é porque seus amigos são os melhores no dia a dia, que são também boas companhias de viagem. Muitas vezes pequenas diferenças de hábito podem interferir na viagem: você gosta de acordar cedo para aproveitar o dia e a pessoa só acorda ao meio-dia, você gosta de programas culturais mas a pessoa prefere fazer compras, você quer se desconectar e a pessoa está preocupada com o wi-fi… Nessas horas é melhor viajar sozinho do que voltar frustrado da viagem com a sensação de que poderia ter sido melhor sem o seu amigo.

3. Se você é muito dependente de outras pessoas.

Viajar solo pode ser um ótimo exercício para aprender a se divertir sozinho e curtir a sua própria companhia. Uma das coisas mais poderosas que você pode fazer é jantar sozinho num restaurante e perceber que se sente bem por isso. Saber que você pode ir para onde quiser e fazer o que quiser sem a interferência de outras pessoas. Você ganha até autoconfiança nessas horas.

4. Se você precisa pensar na vida.

Às vezes é necessário se afastar de tudo e de todos para tomar decisões e se reinventar. E quando você viaja sozinho, está o tempo todo fora da sua zona de conforto, ou seja, pensando fora da caixa. E é nessa situação que você consegue ter as melhores ideias.

5. Se você tem vontade mas não tem coragem.

Eu sei que leva um tempo para tomar coragem e fazer uma viagem assim. E mesmo quando você toma a decisão, entra no avião pensando “por que eu estou fazendo essa loucura mesmo?”. Para se animar, escolha um destino que você sempre quis ir mas nunca encontrou companhia. Ultrapassar a barreira do medo e da coragem vai compensar qualquer receio anterior à viagem.

E o lembrete mais importante: viajar sozinho não ter nada a ver com ser solitário. Tem a ver com independência e realização de sonhos. Afinal, ninguém além de nós mesmos é responsável por nossas realizações. Não dá pra deixar o nosso desejo de viajar nas mãos de outra pessoa. O navegador Amyr Klink já disse que “um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir”. Mesmo que você não tenha companhia.

Texto originalmente publicado na minha coluna do Estadão, Amanda Viaja.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*