Cartagena: não sei se gostei ou não

Somente meses depois de fazer uma viagem, é que você consegue lembrar dela e ter a impressão real do que achou do lugar, sem as emoções de tirar férias, fugir da vida real e ver coisas novas para atrapalhar essa análise. Um tempo depois de voltar, você consegue analisar racionalmente como a viagem foi verdadeiramente.

Faz três meses que voltei de Cartagena e acho que está na hora de analisar friamente o que eu achei. Fiz uma avaliação melhor, no entanto, sem uma conclusão final.

Cartagena é linda, linda mesmo. Uma cidade encantadora, dessas que parece cenário de filme e que você passaria um bom tempo lá vivendo uma vida tranquila, comprando pão e leite na padaria, andando de bicicleta pelas ruas, namorando pelas ruazinhas escondidas, vendo o pôr de sol de sua janela todas as tardes e vestindo um daqueles vestidinhos floridos charmosos.

Cartagena-amanda-viaja

Mas a vida real no centro histórico da cidade é bem diferente: vendedores ambulantes não deixam você em paz nem enquanto está jantando, eu fiquei com a sensação de que estavam me passando a perna o tempo todo, que estava pagando mais caro do que deveria e achando um saco ter que negociar o tempo todo para qualquer coisa que queria fazer. Antes de ir pra Cartagena, um colombiano em Medellín já havia me avisado desses “probleminhas” da cidade (lembrando que por cidade, me refiro aqui ao centro histórico onde nós, turistas e viajantes, nos hospedamos).

cartagena-amanda-viaja
Todas as pessoas que estão de pé são vendedores ambulantes tentando vender. Sentou na praia, já era.

É um lugar muito, mas muito turístico. E, coitada de Cartagena… Que culpa ela tem de ser tão linda e por tanta gente querer ir pra lá? Eu sei que é pedir demais, mas acho que dava para pensar numa forma menos agressiva de receber os turistas.

Eu fui em abril, fora de temporada, e a cidade estava lo-ta-da. Famílias, casais, amigos, gringos casando na igrejinha de lá… Tinha de tudo. A fila da charrete era grande. Eu estava acompanhada do meu namorado e nós não estávamos empenhados em fazer uma viagem barata/perrengue. Nós queríamos sim beber um bom vinho, tomar um drink, comer bem… Gastávamos em torno de R$200 para os dois num jantar. Não achei as coisas lá baratinhas não, mas tem muita coisa de qualidade naquele centrinho histórico. Eu tenho certeza que dá para fazer uma viagem mais barata, pesquisando melhor onde comer e se hospedar, mas dessa vez não sou eu quem vai te ajudar com isso. Eu estava ali para me sentir bem confortável, apaixonada , encantada e sem me preocupar com grana dessa vez. Climinha de lua-de-mel vai (e Cartagena é ótima para isso).

Nossa rotina era assim: de manhã pegávamos um barco para uma das ilhas e no fim do dia voltávamos, tomávamos um banho e saímos para andar e jantar gostoso. De dia a cidade é MUITO quente e é quase impossível ficar andando (você anda pingando de suor). Mas à noite, apesar do ainda calor, tudo se torna mais agradável.

Cartagena é linda e encantadora. Mas irritantemente turística. Eu juro que quero voltar um dia para ver se consigo mudar essa impressão. Eu gostaria muito de escrever esse post só contando o quanto tudo lá é lindo (porque beleza não falta), mas acho que meu papel é mostrar também as minhas impressões ruins quando elas existem. Viagem é algo muito pessoal e o que me incomoda pode não incomodar você. Mas aqui está a minha listinha:

Cartagena-amanda-viaja-2

Eu realmente fiquei muito dividida com as minhas opiniões sobre a cidade. Ao mesmo tempo que estava incomodada com o fato da cidade estar lotada e com os vendedores ambulantes, eu passei um jantar inteiro procurando casas para morar na cidade (spoiler: todas caras). E sabe de uma coisa? Acho que tudo bem ficar dividida e não escolher entre “gostei” e “não gostei”, “bom” e “ruim”. Achar tudo lindo e perfeito é bom, mas saber o que te incomoda ensina você a viajar melhor.

Nos próximos posts, vamos ao que interessa: colocarei as dicas e custos.

veja as fotos dessa viagem no instagram em #amandaviajacolombia

VEJA AQUI TODOS OS POSTS DA COLÔMBIA

O que eu acho da Colômbia: Não a substime

Guia e Roteiro Cartagena

Cartagena: Não sei se gostei ou não

O que fazer em Medellín

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEMtodos com desconto AIRBNBganhe R$100HOTÉIShostels, pousadasCHIP DE CELULARinternet ilimitadaPASSAGENS AÉREASem até 10xALUGUEL DE CARROsem IOF, em até 12x

9 Comments

  1. Achei o mesmo de Cartagena. Aliás, vou ser sincero: achei quase tudo uma M. A cidade é bonita sim, mas é suja e as pessoas são ultra mega hiper irritantes! Basta por os pés na rua pra não ter um minuto de sossego. Meu Deus como são chatos!!!! Sem contar que é uma gritaria nas ruas o tempo todo, além das buzinas dos carros. No hotel que fiquei, numa rua até bem calma, era 5:30h da madruga e já havia os débeis mentais berrando na rua. Todo dia. O gente que não cala a boca.
    A tão falada Playa Blanca é bonita sim, mas encheram cada metro quadrado da areia com barracos que parecem uma favela. É lá vc também não tem um minuto de paz com os chatos pentelhando infinitamente pra vender as porcarias deles.
    Quer ter paz em suas férias e não se irritar? Então não vá pra Cartagena. Tem muita coisa mais legal em outras partes do Caribe, como o Panamá, por exemplo.

  2. Fiquei uma semana em Cartagena e achei incrível. Diferente da maioria dos turistas, fiquei em um hotel na parte nova da cidade, Bocagrande. Não tive problemas ao andar dentro da cidade amuralhada com ambulantes, e nem de encontrar opções boas e não tão caras para se comer. Com R$50,00 se come muito bem por pessoa, em restaurantes muito bacanas.
    Quando fui a Playa Blanca fiquei mais afastada dos restaurantes, em um local vazio – sem turistas ou ambulantes – e a experiência foi sensacional. Acredito que você precise voltar para Cartagena, e que isso mude sua visão.

    • Oi Rafaela. Eu me encantei pela cidade muralhada, então não me arrependo de ter ficado lá porque foi uma das coisas que eu mais gostei. Mas ah, sei lá, também não me sinto na obrigação de curtir uma viagem ou lugar. Não foi tão legal, beleza. Passo pra próxima 😉

      Beijão e obrigada!
      Amanda

  3. Eu fiquei assim com San Andrés, achei muito sem estrutura para receber a quantidade de turistas, os passeios todos achei meio engana turista, cidade suja, ambulantes insuportáveis, enfim… quando sai de lá fui direto para Cartagena, então não me choquei tanto pq achei menos pior que lá.

  4. Fui para Cartagena e San Andrés…acabei de voltar e tive a mesma impressão. E viajar sozinha piora porque encontrei muito vendedor que me perseguia…mesmo! Fiquei muito incomodada!

  5. Que outro lugar teria a cara de Cartagena e não teria esses problemas? Tenho muita vontade de ir pra Cartagena, mas essa questão dos ambulantes me desanima bastante.

  6. Amanda Silva Belo

    Olá Amanda! Tive a esma sensação e sentimento que você. Agora quero voltar à Colombia, mas só de lembrar dessa experiencia de assedio aos turistas, quase desisto – kkkk. As outras cidades que você visitou não há esse sufocamento como em Cartagena? Obrigada desde já. Abraços

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*