Dicas de segurança para quem viaja sozinho

Dicas de segurança para quem viaja sozinho

Eu costumo dizer que morando no Brasil, temos um senso de segurança natural porque infelizmente vivemos em um país violento e inseguro. O único lado positivo disso, é que esse instinto de proteção nos ajuda na hora de fazer uma solo trip.

Mas ainda existem algumas técnicas de segurança utilizadas por mim e viajantes mundo afora que podem ajudar na hora de fazer uma viagem sozinho (principalmente para as mulheres):

  • Fazendo as malas: quanto menos coisas você levar, menores são as chances de chamar atenção. Além disso, você não tem que se preocupar tanto em ficar separando o que é de valor ou não durante a viagem.
  • Não circular com objetos de valores, “dando bandeira”
  • Se alguém perguntar, você é sempre casada
  • Algumas mulheres usam alianças falsas para inibir o assédio dos homens
  • Usar óculos de sol evita que você tenha que encarar quem está te encarando
  • Usar fone de ouvido sem ouvir música nenhuma pode ser uma solução para não ouvir palavras de assédio ou até para inibir que homens digam qualquer coisa.
  • Você pode combinar com o transfer do hostel/hotel para pegar você no aeroporto. Ou até contratar um transfer particular.
  • Você não precisa ser legal tempo todo. Se alguém falar com você e você não se sentir confortável, você não precisa responder.
  • Vista-se de forma parecida com os locais para não chamar atenção.
  • Se sentir preparada deixa você mais segura. Eu me sinto muito melhor quando começo a estudar sobre o lugar para onde estou indo. Carregue sempre um mapa (não só o celular) e saiba para onde está indo antes de sair na rua.
  • Carregar um spray de pimenta também não faz mal a ninguém. E um apito no pescoço pode ser importante em casa de tentativa de estupro.
  • Mantenha-se sóbrio(a). Quando você viaja sozinho, você depende do seu corpo e você está sozinho tomando conta de si mesmo.
  • Em caso de assalto, sempre ceder.
  • Levar um cinto daqueles para carregar dinheiro pode valer a pena.
  • Perguntar no hostel/hotel se os locais que você pretende visitar são seguros.
  • Você não precisa contar a sua vida toda a um desconhecido. Lembre-se que as pessoas que você conhece nas viagens são estranhos ainda.
  • Seja confiante ou pelo menos finja que é. Aja como se você soubesse onde está, mesmo que não saiba.
  • Seja educado e não ofenda os locais agindo de forma rude. Não é apenas uma questão de boas maneiras, mas também uma forma de não ofender e incomodar as pessoas. Você não tem que ser bobão, mas comporte-se da maneira educada do senso comum.

 

3 Comments

  1. Amanda, estou planejando minha primeira viagem internacional e o destino provável, até o momento, é o México. Irei com minha filha, de 12 anos. Acha que estar acompanhada de uma menor me deixa ainda mais vulnerável?

    • Você deve saber essa resposta melhor do que eu (já que eu nunca viajei com crianças) :) Mas eu tomaria os cuidados normais que você toma numa viagem com a sua filha aqui pelo Brasil. Não acho que estar com uma menor seja diferente por aqui e no México. Beijo e boa viagem

      • É verdade, depois que fiz a pergunta, acabei vendo um vídeo teu dizendo que quem vive no Brasil está preparado pra lidar com a (in)segurança de qualquer lugar do mundo. Infelizmente é verdade né? Muito obrigada pela tua resposta e pelos ótimos posts! Te descobri há poucos dias e estou adorando todas as dicas. Bjo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*