Meu livro "Histórias para Viajar" e o medo de colocar isso pra fora

A ideia veio de vocês, leitores: “Amanda, está na hora de você fazer um livro com os melhores textos”, “Por que você não faz um livro?”, “Quero um livro seu”.

Mas preciso contar um segredo só aqui entre a gente: eu posso ser super corajosa para viajar o oriente médio inteiro sozinha, mas na hora de colocar a minha grande paixão lá fora pra ver se as pessoas vão aceitar, ainda me faltava coragem.

Mesmo com todos os comentários de vocês, apoio, força, mensagens de que tomaram coragem pra viajar depois de ler um texto meu e outras tantas que eu dou um print screen e salvo no meu computador para não esquecer… ainda me faltava coragem para dar as caras. São mais de 30 mil seguidores nas redes sociais e eu continuava com a dúvida “se esse negócio vai dar certo”.

De qualquer forma, como dizem que temos que superar os nossos medos, decidi colocar todo o meu projeto no Kickante e pedir a colaboração dos meus leitores para tornar o sonho de um livro em realidade. É um projeto colaborativo. Ou seja, primeiro você ajuda e depois o livro sai. Existe uma meta que precisamos bater, mas de colaboração em colaboração essa meta é atingida (veja aqui o projeto e colabore. O livro não será vendido depois e essa é a sua única chance de garantir o seu).

Escrever é a coisa que eu mais amo fazer junto com as viagens. Poder unir os dois é maravilhoso. Todo o meu tempo, corpo, alma e coração tem sido para isso. Já contei pra vocês que desde que comecei o blog não tenho vida, né? Porque eu tenho um trabalho normal e também tenho o trabalho do blog. Não existem mais noites de descanso e finais de semana. Estou sempre lá, me dedicando a isso e sem reclamar. É o que gosto de fazer e o que escolhi pra minha vida.

A arte de pedir

Uma vez eu assisti a um vídeo do TED bem interessante de uma mulher que, veja só, se chama Amanda também. Para resumir sua história, ela tinha uma banda nos EUA que um dia assinou com uma grande gravadora. Apesar dos seus 25 mil discos vendidos, a gravadora considerava isso muito pouco e pulou fora. Amanda Palmer também decidiu fazer uma campanha de crowdfunding (como a minha) para lançar o seu disco e livro. Sua campanha foi um sucesso! Mais de 25 mil pessoas colaboraram, e apesar da meta de U$100 mil, ela alcançou quase U$2 milhões! Isso chamou bastante atenção da mídia que perguntava: “Amanda, como você tem coragem de fazer as pessoas pagarem por sua música?”. E ela respondeu: “Eu não as fiz pagar. Eu apenas pedi”.

E aí ela diz algo que muito me marcou: “Artistas têm medo de pedir as coisas. Porque não é fácil, pedir faz de você uma pessoa vulnerável”.

E é isso. Pra mim é mais fácil atravessar o Oriente Médio inteiro porque lá eu não preciso ou dependo de ninguém. A partir do momento que eu peço a você para colaborar com o meu livro, eu dependo disso e me sinto muito vulnerável. E você, sabe, se sentir vulnerável atrasa a vida. Pode acabar impedindo você de avançar com os seu objetivos e metas (como eu, que acho que demorei a tomar uma atitude como essa do livro).

E então, como última mensagem, Amanda Palmer conta que quando você se expõe na internet existe uma troca de dar e receber – acho que é isso que eu tenho feito. Eu ofereço minhas dicas e inspirações daqui e vocês devolvem amor daí através de suas mensagens carinhosas e contribuições. Essa relação que criamos é chamada de confiança. E, segundo Amanda Palmer, essa relação de confiança ajuda a não ter vergonha de pedir (pensamento interessante e acolhedor nesse meu momento de fazer campanha e ter que pedir. Ai…).

Recomendo assistirem o vídeo dela. A história de artista dela é muito bacana (ela era artista de rua, aquelas estátuas) e ainda com uma mensagem que não encontramos frequentemente por aí.

(desculpenão encontrei uma versão legendada do vídeo, mas acho que talvez não seja difícil de entender porque ela fala pausadamente).

Eu espero que Amanda Palmer esteja correta. Pois acredito muito na nossa relação de troca e confiança e é por isso que estou tentando vencer o meu maior medo, me tornando vulnerável e colocando essa campanha do livro no ar. Acho que esse vai ser o início de uma relação maior ainda entre a gente. Obrigada!

Para ver e colaborar com a minha campanha, clique aqui:

http://www.kickante.com.br/campanhas/amanda-noventa-livro-historias-para-viajar

Beijo e abraço,
Amanda

 

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
CHIP DE CELULAR
internet ilimitada
HOTÉIS
hostels, pousadas
 PASSAGENS AÉREAS
em até 10x
ALUGUEL DE CARRO
sem IOF, em até 12x
AIRBNB
ganhe R$130

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*