Como é morar na Nova Zelândia

A Thainá é minha amiga desde muito pequena, desde os tempos de pré. Ela morou por um ano na Nova Zelândia: um tempo em Auckland, um tempo na Península de Coromandel em Waihi, e boa parte do tempo viajando pelo país.

E eu não poderia deixar de contar a história dela aqui, que envolve muita natureza, qualidade de vida e lugares lindos pelo caminho.

Como escolheu a Nova Zelândia? O que você foi fazer lá?

morar-nova-zelandia-6
Essa é a Thainá na Nova Zelândia

Tive um chamado interno para mudar minha vida quando estava no finzinho do meu mestrado em 2010… estava muuuito cansada da rotina que tinha, anos sem fim de universidade, pesquisa e um monte de blá blá blá… mas amava o que eu fazia, que era trabalhar com agricultura familiar, permacultura e agroecologia. Então decidi que iria buscar a permacultura e a vida em comunidade em um país de língua inglesa, para melhorar meu inglês e intercambiar experiências, vivendo mais na prática aquilo que eu acreditava como ideal de qualidade de vida… Não lembro muito bem o que foi, se eu tive um sonho, ou foi intuição, mas só sei que um dia acordei e sabia que era para Nova Zelândia que eu deveria ir.

O que você fazia lá?

Um pouco de tudo… no começo foram umas aulinhas de inglês, depois mochila nas costas e dedo na estrada viajando (e aí sim aprendi o inglês), depois trabalho para viajar mais. E depois outro trabalho para viajar outra vez,  e assim foi.

Com quem você morou?

No começo fiquei por umas semanas na casa de uma família kiwi (como são chamadas os neozelandeses), e depois  viajando, acabei encontrando uma comunidade onde passei uns bons meses com umas 20, 40 ou 50 pessoas de todo lugar do mundo que iam e vinham.

Como você foi recebida pelas pessoas de lá? Elas te tratavam bem?

A NZ é um país bastante turístico, então eles estão muito acostumados com gente de fora o tempo todo e por todo lado, e é por todo lado MESMO! E acho que eles curtem e se orgulham disso, de serem de um país tão visitado e adorado. Então o que posso dizer é que sempre fui muito bem recebida, assim como todos os outros gringos!

viajar-nova-zelandia-1

Quais foram os choques culturais que você teve quando chegou?

Tive um choque, mas muito positivo, em ver o quanto os neozelandeses levam a sério a saúde e a qualidade vida! Se, por acaso, você estiver (principalmente nas cidades maiores) na rua antes do sol nascer, mesmo no inverno, irá com certeza encontrar muita gente caminhando e fazendo exercícios nos parques (todo bairro tem um). Nos supermercados a variedade de produtos naturais e orgânicos é enorme e muito acessível. Isso tudo não é um modismo, é uma cultura da vida saudável! E olha que não é por estética! Eles não são neuróticos por corpos esculturais, até mesmo nas propagandas aparecem modelos com uma barbinha mal feita, um dentinho torto ou uma gordurinha na barriga. Além disso, não conheci ninguém que se matasse de trabalhar. Percebi que eles priorizam outras coisas a possuírem carros de última geração ou casas extraordinárias.

Outra questão que vale a pena mencionar é a respeito da cultura Maori que é realmente fantástica! Os maoris foram os primeiros habitantes das ilhas antes dos ingleses, e o país mantém muito forte toda tradição, tendo o ‘maori’ como idioma oficial,  que é mantido nos nomes de ruas, cidades, nas artes e costumes. Existe sim, uma certa separação entre os maoris e os kiwis (descendentes dos ingleses), mas a convivência é super harmônica.

Você viajou para mais algum lugar enquanto estava lá?

Acabei só viajando por lá, mas é muito comum as pessoas que estão na NZ aproveitarem também para dar uma esticadinha até o leste Asiático (Tailândia, Indonésia, Vietnã, Camboja, Laos…) ou pelas ilhas do pacífico, que estão bem pertinho, tipo Fiji ou Tonga, porque são roteiros muito baratos.

morar-nova-zelandia-5

 Qual a melhor ilha para morar, na questão qualidade de vida?

Eu acabei morando só na ilha Norte, mas minha paixão é a ilha Sul! É mais tranquila, mais intocada! Pra mim é a cara da Nova Zelândia.  As duas têm muita qualidade de vida. A diferença é que no norte há mais gente e mais agito porque estão as cidades maiores como Auckland e Wellington, e por isso acaba concentrando mais coisas culturais, mais eventos, e tudo o mais que envolva gente.

Então pelo jeito vale a pena visitar o país, né? Dê algumas dicas para quem quer conhecer a Nova Zelândia. O que eles devem conhecer?

Emerald Lakes, Tongariro National Park, New ZealandA NZ é fantástica em muitos sentidos! O país é todo estruturado para o turismo, de forma que o frequente acesso de pessoas em paisagens naturais não gera impactos significativos, ou seja, todos que visitarem as belezas naturais, encontrarão sempre uma natureza preservada, com sinalização para trilhas, banheiros secos na mata, água potável, estrutura para caminhadas longas, etc. Não preciso nem falar o quanto o país é lindo, acho que isso já é bem conhecido. Todo lugar parece ter saído de um conto de fadas. São paisagens radicalmente diferentes em um pequeno espaço de terra como praias, glaciais, lagos, montanhas, fiordes, florestas subtropicais, cachoeiras… e como as ilhas são pequenas, dá para conhecer tudo em uma única viagem. Para quem curte natureza, num estilo viagem aventura, ficam aqui algumas dicas dos destinos que são tops da minha lista:

Ilha Norte: Tongariro National Park (Taupo), Rotorua (cultura Maori), Coromandel, Reglan, Bay of Island (há muitos maoris), Bay of Plenty, Hawke’s  Bay, Mt Taranaki (New Plymouth).

Ilha Sul: Golden Bay – Motueka, Takaka, Abel Tasman, Nelson Lakes,  Mt Cook, Lake Tekapu, Wanaka, Queenstown (capital mundial dos esportes de aventura), Franz Josef e Fox Glacier, Kaikoura, Otago Península (Dunedin) e o número 1 da minha lista Milford Sound.

Conta aquela história de quando você vendeu kiwi na estrada…

Haha.. pois é… foi quase o melhor trabalho da minha vida!! rsrs Nessas andanças atrás de comunas e Permacultura, acabei encontrando uma galera que morava num sítio num esquema de comunidade e que ganhavam a vida vendendo frutas em beira de estradas em vans coloridas e desenhadas… Ali virou meu lar, meu trabalho e minha diversão… O negócio era vender frutas da estação e somente de produtores locais, num conceito que os neozelandeses adoram que é o “Local and Fresh”.  Todos os dias eu ia dirigindo uma van com um arco-íris desenhado, o ‘Bernie,’ ou um caminhãozinho todo colorido que se chamava ‘truckecito’, até bem próximo à uma praia ou em outro spot já determinado. E ali montava minha van e passava o dia vendendo frutas e conhecendo muita gente…

morar-nova-zelandia-1 morar-nova-zelandia-2

Conta também sobre aquela viagem fantástica que você fez de motorhome com a sua mãe!

viajar-nova-zelândia-7
Thainá viajando pela ilha com a mãe dela

Eu já tinha viajado por lá de carona, de carro, de avião, mas a experiência de estar numa casa com rodas com a minha mãe foi incrível!  O país é todo preparado para este tipo de viagem. Nas estradas, só o que se vê são motorhomes e campervans. Os campings tem ótima estrutura, mesmo os campings selvagens são super seguros, e foi isso que deixou minha mãe surpresa no início. Afinal, aqui no Brasil isso não acontece não é? Na baixa temporada, o aluguel desses veículos tem o mesmo valor de alugar um carro, mas com o privilégio de ser ter uma casa com vista panorâmica para o paraíso!

Então pelo jeito, com essa estrutura toda, os motorhomes e vans são umas das melhores formas para viajar na Nova Zelândia, né?

Acho que sim, pelo menos é a maneira mais comum. O país recebe muitos viajantes que vão passar meses, um ano e às vezes mais, e que acabam comprando um veículo para sua estadia e o vendem na partida. Existem mercados só para isso. Tudo é muito seguro, as estradas, as paradas, os campings. Outra coisa que se vê muito pelas estradas são pessoas viajando de bicicletas ou de carona, e que dormem em albergues.

viajar-nova-zelandia-8 viajar-nova-zelandia-9

Você acha que a Nova Zelândia seria um Brasil de primeiro mundo? 

Não tem como fazer comparação, até pelo seu tamanho, o que resulta em uma gestão do país muito mais eficiente. Sua história está vinculada a uma colonização inglesa não exploratória. Mas como qualquer país, tem seus problemas, e um deles é o desmatamento para a criação de ovelhas, uma das principais atividades do país.  Em todo trajeto de viagem você pode vê-las, o que acaba sendo um item da magnífica paisagem que compõe a Nova Zelândia. A principal diferença é que não há desigualdade social ou violência.

Conte umas histórias interessantes pra gente. Dessas surpresas de viagem…

Tem uma do réveillon… Passei o ano novo no Lago Tekapo (esse da primeira foto lá em cima), e as pessoas pareciam estar eufóricas esperando a virada! Pela empolgação de todos imaginava ver quase os fogos de Copacabana, com musica e festa. E, finalmente, quando chega a meia noite, apenas soltam uns três rojões e uns 15 meninos correndo pelados e atirando-se no lago em uma noite super fria. Antes da 1 da manhã tudo que se ouvia era o silêncio…

E quando viajei com a minha mãe, em Wellington, encontramos um lugarzinho minúsculo com umas 20 motorhomes estacionadas para passar a noite, e decidimos ficar ali. Começamos a ouvir batidas fortes no veículo e com muiiiito medo ficamos esperando que fosse alguém tentando abrir a porta, coisa de brasileiro. No dia seguinte constatamos que o eram apenas aves que batiam no teto pelo vento que fazia nesse dia.

Moraria de novo no país?

Ah, quem sabe ainda não levo meu filhote para crescer por lá…

 

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
CHIP DE CELULAR
internet ilimitada
HOTÉIS
hostels, pousadas
 PASSAGENS AÉREAS
em até 10x
ALUGUEL DE CARRO
sem IOF, em até 12x
AIRBNB
ganhe R$130

One Comment

  1. Helano dos santos Souza

    Amanda adorei seu site espero um dia conhecer lugares como a nova zelandia ou australia que a pesar de não ter longas historias como a europa tem qualidade de vida natureza e o que mas seduz o nosso sofrido povo paz

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*