O que fazer em Gramado e Canela

Tem muito o que fazer em Gramado e Canela, afinal esse pedaço do Rio Grande do Sul é dos destinos mais visitados do Brasil. Algumas das razões são as construções de ares europeus, a boa gastronomia e as atrações culturais – e muito, muito chocolate! Neste post, vamos mostrar detalhes para quem está planejando a viagem para a cidade gaúcha e você vai poder conferir todas essas dicas:

Como chegar em Gramado e Canela

Com voos de diversas cidades brasileira, o Aeroporto de Porto Alegre é o mais próximo das cidades de Gramado e Canela, pois são menos de 100 quilômetros de distância. 

Da capital gaúcha, rola contratar um transfer ou então alugar um carro para finalizar o trajeto até o destino. E eu prefiro a segunda opção pois sempre rola usar o carro para passear pelas cidades.

Como se locomover em Gramado

Se você não estiver com um carro, é possível fazer os passeios turísticos com o ônibus vermelho de hop on hop off válido para 1, 2 ou 3 dias. Funciona super bem – você pega o ônibus num dos diversos pontos e pode descer em qualquer ponto turístico da cidade. Veja mais informações e compre seu bilhete aqui.

Melhor época para ir a Gramado e Canela

Um dos períodos mais populares de Gramado e Canela é durante o inverno, ou seja, de junho a setembro. As temperaturas costumam ficar abaixo dos 10 ºC  e podem até rolar geadas. 

Por outro lado, em pleno verão de dezembro, quando a acontece o Festival natal Luz de Gramado, a cidade também fica bastante movimentada.

Agora uma época menos popular, mas muito interessante para visitar as cidades gaúchas é durante a primavera: dá para ver as hortênsias emoldurando as vias e fazer vários passeios ao ar livre, como explorar o Lago Negro. 
cachoeira em gramado

Onde ficar em Gramado: hotéis e pousadas

Ficar na região central, especialmente na Avenida Borges de Medeiros, a principal via de Gramado, é uma alternativa bem interessante. Especialmente se quiser curtir a pé algumas das principais atrações do destino, como a Catedral, a Rua Coberta e o Palácio dos Festivais. 

Por ali, gosto bastante da Casa da Montanha, uma construção de madeira muito charmosa com janelinhas coloridas. Outra alternativa, dessa vez um pouco mais acessível, é o Hotel Laghetto Stilo Borges também na região central. 

Agora se não se importar em ficar um pouco mais distante do centro ou estiver com carro alugado, sair um pouco do centro e ficar nos bairros pode gerar uma boa economia mas com padrão de qualidade. Duas dicas são o Tri Hotel Lago Gramado, perto do Lago Negro, e o o Sky Ville Hotel, próximo ao Museu de Cera. 

Para finalizar, outra boa alternativa é o Kurotel Centro Contemporâneo de Saúde e Bem Estar, para quem quer investir em hospedagem com spa, terapias com aspecto multidisciplinar e programas de saúde preventiva.

Outros hotéis em Gramado

Onde comer em Gramado: melhores restaurantes

A região de Gramado e Canela tem uma grande concentração de comunidades europeias, especialmente alemãs e italianas. Isso é evidente não só na arquitetura, mas também na gastronomia.

São inúmeros bons restaurantes que trazem referências da culinária europeia e quem ganha são os turistas que comem muito bem durante as férias por aqui. Confira algumas opções em Gramado!

  • CANTINA PASTASCIUTTACom 35 anos de existência, a Cantina Pastasciutta é um dos endereços certos de Gramado para quem ama culinária italiana. Funciona com menu a la carte de mais de 12 massas e 30 opções de molhos. Além disso, geralmente oferece um ótimo buffet de antepastos com pães, frios, patês, queijos, salames e presunto parma. Endereço: Av. Borges de Medeiros, 2300;
  • CASA DA VELHA BRUXA: No menu, waffle, apfelstrudel, bolo e uma infinidade de coisinhas gostosas para comer com café, chá ou chocolate quente. Fora os sanduíches, crepes e croissants ideais para uma refeição rápida. A Casa da Velha Bruxa fica pertinho da Rua Coberta e é um dos lugares mais tradicionais de Gramado com quatro décadas de tradição. Endereço: Avenida Borges de Medeiros, 2738;
  • CERVEJARIA RASEN PLATZ:  Para celebrar a herança alemã da cidade, a Rasen Platz tem produção própria da bebida, com rótulos  Pilsen, Ambar Ale, Dunkel, entre outros. Você pode comprar as garrafas para levar ou ficar batendo papo enquanto bebe lá mesmo e petisca porções de salsichas ou croquetes de carne de porco. Além disso, a cervejaria, que fica na Rua Coberta, é também um restaurante dedicado aos sabores germânicos. O menu tem de joelho de porco a goulasch, carne de panela com molho, por exemplo. Endereço: Candido Godoy, 82;
  • COLOSSEOReservar uma noite para comer fondue em Gramado é clichê, sim, mas também é uma delícia. O restaurante Colosseo funciona tanto a la carte quanto com pacote de experiência. Na prática, significa provar fondue de queijo, carnes cortadinhas que você cozinha na própria mesa e terminar a refeição com fondue de chocolate. Endereço: Av. das Hortênsias, 1.560;
  • LA CACERIAApesar de pertencer ao Hotel Casa da Montanha, o La Caceria é um restaurante aberto ao público dedicado a pratos com carnes nobres e de caça. Pratos com javali e faisão, por exemplo, são alguns dos destaques do menu, mas também há pratos com carnes tradicionais.  Endereço: Borges de Medeiros, 3166;
  • LE CHALET DE LA FONDUEMais um bom lugar para comer fondue, este restaurante funciona em um charmoso chalé de ares europeus. Ele também oferece pratos à la arte com opções de carnes nobres, filés e frutos do mar, além de uma adega com mais de 300 rótulos. Endereço: Av. das Hortênsias, 1297;
  • PRAÇA DAS ETNIAS. Na avenida Borges de Medeiros está um dos pontos mais interessantes de Gramado: a praça das etnias que recebe comunidades gaúchas de origem europeia para vender seus quitutes. Tem cucas, pães, bolos, biscoitinhos feitos na hora. E não é tão caro para os padrões da cidade: com R$15 já rolar comer várias coisinhas; 
  • TRATTORIA BONIATTO. Restaurante de origem familiar, a Trattoria é famosa pelas massas fresquinhas e pizzas. Dentre os pratos mais populares da casa está o Talharim molho 4 queijos com escalopes de filé. Para beber, vale provar as sodas italianas. Endereço: Leopoldo Rosenfeldt, 1054.

Fondue

O que fazer em Gramado

Como já deu para perceber, apesar de pequena, tem muito o que fazer em Gramado. E se engana quem acha que são só atrações para curtir em casal, pois a cidade tem sido cada vez mais procurada pelas famílias, grupos de amigos e até quem viaja sozinho. O que vai dar o tom da viagem é a escolha das atrações, por isso fizemos essa lista para ajudar a elencar o que tem seu perfil.

Avenida Borges de Medeiros

A Borges de Medeiros é uma das principais vias de Gramado e atravessa o centrinho do destino, por isso acaba sendo um ótimo ponto de partida. Além de ver várias construções de aquietara bávara e enxaimel, ao longo do caminho, você pode fazer paradas estratégicas na Igreja Matriz, Rua Coberta e Palácio dos Festivais, por exemplo. 

Avenida Borges de Medeiros, em Gramado

Igreja Matriz de Gramado e Fonte do Amor Eterno

Oficialmente Igreja Matriz São Pedro Apóstolo, o monumento é de meados do século 20 e foi construído com cerca de 70 mil pedras basálticas. Além disso, o pátio da entrada é emoldurado por estátuas imponentes dos 12 apóstolos. 

Ao lado, está uma atração um pouco controversa, a fonte do Amor Eterno. É um daqueles lugares onde os casais apaixonados colocam cadeados em busca de amor eterno. Se decidir tentar a sorte, acho melhor levar seu próprio cadeado, pois nas lojinhas dos arredores eles não saem por menos de R$30. 

Igreja Matriz de Gramado

Palácio dos Festivais e Museu Festival de Cinema

Ainda na Borges de Medeiros está o Palácio dos Festivais, que sedia o Festival de Cinema de Gramado, um dos mais importantes para a produção cinematográfica nacional.

O evento geralmente acontece em agosto, mas no resto ano o local funciona com exibições de filmes e outros eventos. Além disso, há um museu interativo sobre a premiação com cartazes de filmes antigo, totens com joguinhos e telas para pesquisa.

 Av. Borges de Medeiros, 2697

Palácio dos Festivais em Gramado

Lago Negro 

Em poucos minutos por aqui, já dá para perceber que o Lago Negro é um parque frequentado por turistas e locais. Há pessoas caminhando, andando nos pedalinhos, curtindo o entardecer na cafeteria ou simplesmente relaxando no gramado. Quem está no centro da cidade pode alugar uma bicicleta no hotel ou em empresas como a Personalitur e fazer o trajeto até lá em menos de meia hora.

Lago Negro em Gramado

Mini Mundo

Como o nome sugere, é realmente um mundo em miniatura. Ele reúne réplicas de construções de diversas partes do mundo, como o  Castelo de Lichtenstein e o Museu Paulista, além de ferrovia, aeroporto, barcos e carros. Mesmo décadas depois da fundação, o Mini Mundo é uma das atrações mais procuradas na cidade.

Horácio Cardoso, 291.

Mini Mundo em Gramado

Mundo de Chocolate

O Mundo de Chocolate é um museu da marca Lugano que reúne mais de 200 esculturas de chocolate. Lá, você vê, por exemplo, uma réplica da Torre Eiffel feita com o doce que levou 110 horas para ser concluída e pesa 800 quilos.

O local reúne ainda peças como o Taj Mahal, o carro do Mr. Bean e até uma pirâmide de chocolate fosco para evidenciar sinais de deterioração. No final, tem lojinha para quem quiser comprar os produtos Lugano – adoro as barrinhas com amêndoas. 

Av. Borges de Medeiros, 2.497.

Mundo de Chocolate em Gramado

Mundo a vapor

Dedicado a quem curte miniaturas e engenharia, o local reúne cerca de 20 máquinas, fábricas e usinas em miniatura que funcionam a vapor. Dizem até que a Fábrica de Papel daqui é a menor do mundo em plena atividade. E é fácil reconhecer a entrada do lugar mesmo de longe, afinal há um trem caído na fachada que reproduz um acidente que ocorreu na França. 

Compre seu ingresso antecipado e evite filas.

Av. das Hortênsias, 4.635.

Mundo a Vapor em Gramado

Super Carros

Com exibição de modelos-desejo de montadoras como Lamborghini e Ferrari, é uma espécie de museu dedicado à paixão automobilística. Além da exposição, o endereço de dois andares concentra games, simulador de Fórmula 1 e bar temático.

Super Carros em Gramado

Museu de Cera Dreamland e Harley Motor Show

Entre os maiores museus de cera da América Latina, o Dreamland reúne cerca de cem estátuas de grandes nomes da cultura pop, de Amy Winehouse a super-heróis como o Homem de Ferro. 

Anexo ao Museu de Cera Dreamland e pertencente ao mesmo grupo, o Harley Motor Show é um bar-museu dedicado a famosa marca de motocicletas. São vários modelos espalhados pelo salão para quem quiser tirar foto.

Snowland

Este parque de neve indoor pode ser um programa bem divertido, especialmente com crianças pequenas. O Snowland é dividido em duas áreas, começando pelo Vilarejo Alpino, com centrinho comercial e pista de patinação no gelo. 

A outra área é a Montanha de Neve para brincar com neve artificial, fazer bonecos, tirar fotos com estátuas de gelo e deslizar em boas gigantes. 

Como ali tem temperaturas negativas, você só entra com roupa térmica fornecida pelo próprio Snowland (já no valor do ingresso). Se quiser investir um pouco mais, dá até pra praticar esqui e snowboard. 

Snowland em Gramado

Cânion Itaimbezinho

Um dos maiores canions no Brasil, o cânion é uma paisagem de tirar o fôlego. É possível ainda fazer duas trilha por ali: a Vértice e a Cotovelo. A vista do Parque Nacional de Aparados da Serra também é linda. Se houver interesse, contate o nosso site parceiro para reservar o seu tour para lá.

Cânion da Fortaleza, próximo a Gramado

Tour de vinícolas saindo de Gramado e Canela

Visite as vinícolas entre Gramado e Canela de uma maneira bem divertida. Em uma locomotiva a vapor do século 19, atravessando os cenários rurais do sul do Brasil. Nas vinícolas você terá uma visita guiada com explicações sobre as uvas e vinhos. E, claro, tem degustação 😉

Nosso site parceiro oferece esse tour que já inclui os bilhetes de entrada. Confira e faça sua reserva.

Trem para vinícolas de Gramado e Canela

O que fazer em Gramado à noite

Gramado não é exatamente a cidade para quem quer curtir a noite sem hora para a diversão acabar. Os bares e restaurantes ficam movimentados até meia noite, mais ou menos. Ou seja, por aqui, à noite o ideal é sair para jantar com calma, comer um fondue e, depois, tomar um vinho ou uma cerveja. A Rua Coberta costuma ser um bom local para isso, especialmente a cervejaria Rasen Platz que tem shows de música ao vivo várias vezes por semana. 

O que fazer em Gramado com chuva

Sair para comer e beber é sempre um bom programa, independente do clima. Além disso, com chuva, o melhor é focar o roteiro nas atrações cobertas como o Museu do Festival de Cinema, no Palácio dos Festivais, o Museu de Cera e o Mundo a Vapor. Quem estiver animado ou com crianças, pode passar o dia no Snowland, o parque de neve artificial indoor que apresentamos anteriormente.

O que fazer em Gramado no inverno

Se estiver frio, mas com tempo firme e sem chuvas, dá para curtir praticamente todas as atrações da cidade. Obviamente lugares como o parque do Lago Negro não estarão tão floridos, mas ainda assim vale a pena conhecer.

A ideia é tentar fazer as atrações ao ar livre de manhã e no começo da tarde, pois as temperaturas caem bastante ao entardecer. Aí, é hora de comer um fondue ou tomar um vinho. Outra dica é ir tomar um chocolate quente na Casa da Velha Bruxa ou na cafeteria da Lugano, ambas coladinhas à Rua Coberta.

Igreja Matriz de São Pedro e o termômetro em Gramado

O que fazer em Gramado com crianças

Especialmente com crianças de até uns dez anos, a ideia é combinar lugares mais sérios com atrações divertidas. Ou seja, vá na Igreja Matriz, mas também arrume um tempinho para curtir o Mini Mundo ou o Mundo de Chocolate.

Também vale a pena levá-los a lugares onde possam correr e gastar suas energias. Neste caso, pode ser o Lago Negro, se o tempo estiver bom, e o Snowland, alternativa que vale para qualquer clima. Já crianças maiores e adolescentes costumam aproveitar bastante o Museu de Cera e Super Carros.

O que fazer em Gramado no Natal

A cidade de Gramado ganha um charme especial durante a época de festas de fim de ano. Ela fica totalmente decorada e iluminação. O ponto alto é festival Natal Luz, que geralmente vai de outubro a dezembro, para celebrar a chegada do final de ano.

Sua programação ocorre por toda a cidade com apresentações musicais como show do lago, repleto de efeitos especiais, bailarinos, coral, músicos e telas de projeção. Também acontece uma parada que une a magia do Natal com o universo do circo, tendo o Papai Noel como protagonista. Além disso, todas as atrações de Gramado e Canela costumam funcionar normalmente.

Destaque para o grande desfile de Natal na avenida principal da cidade (Borges de Medeiros). É gratuito e até neve tem.

Natal em Gramado

O que fazer em Gramado em 1 dia

Se tem apenas um dia na cidade, melhor focar no básico para curtir poucas e boas atrações com tranquilidade. Sugiro começar o dia na Avenida Borges de Medeiros, passar pela Igreja Matriz e pelo Palácio dos Festivais. Aí, sugiro passear pelo Mini Mundo e, se tiver tempo, curtir o entardecer no Lago Negro. O almoço pode ser ali pela Rua Coberta mesmo.

O que fazer em Gramado em 3 dias

Com três dias, dá para dividir melhor o roteiro.

  • DIA 1: Sugiro começar o dia na Avenida Borges de Medeiros, passar pela Igreja Matriz e pelo Palácio dos Festivais. Aí, sugiro passear pelo Mini Mundo e, se tiver tempo, curtir o entardecer no Lago Negro. O almoço pode ser ali pela Rua Coberta mesmo. Para jantar, sugiro um clássico fondue.
  • DIA 2: No segundo dia, dá para programar passeios mais irreverentes. Entre eles, o Museu de Cera, o Super Carros e/ou o Museu do Vapor. Ainda aproveitaria para comprar chocolates nas lojinhas das marcas locais Prawer, Caracol, Florybal e Lugano. Elas estão por todos os cantos da cidade.
  • DIA 3: No terceiro dia eu dedicaria a explorar a cidade vizinha e muito charmosa que é Canela.

O que fazer em Gramado em 5 dias

No roteiro de cinco dias, dá para seguir as sugestões para um e três dias em Gramado que apresentamos. Elas incluem os cartões postais da Borges de Medeiros, o Mundo a Vapor e o Museu de Cera. Há também um dia dedicado às belezas de Canela. Já para o quarto dia, eu adicionaria o divertido Mundo de Chocolate e um passeio de bike pela cidade. E, por fim, se estiver com crianças, vale separar o último na cidade para curtir o parque Snowland.

O que fazer em Canela

A 10 minutos de carro do centro de Gramado, Canela é uma cidade ainda menor. Ela também tem toques europeus na arquitetura e gastronomia, sendo até mais charmosa que Gramado em muitas áreas. Possui uma igreja como cartão postal, além de abrigar alguns dos cenários naturais mais bonitos da região.

Catedral de Pedra

A Catedral de Pedra é um ícone de Canela e principal ponto de referência da cidade. Ela tem 65 metros de altura e a fachada é totalmente revestida com pedra basalto.

Empório Canela

Empório Canela tem o charme de uma casinha de vó, com sofás confortáveis, decoração fofa. De fora, parece apenas uma livraria e loja de decoração, mas abriga também um restaurante. Serve de sanduíches a pratos para um almoço mais elaborado, como carnes, massas e risotos. 

Bondinho e Cascata do Caracol

Um dos cenários mais conhecidos da região é a Cascata do Caracol, queda d’água de 131 metros de altura. Diante dela, há um mirante agradável e para chegar até ele, basta pegar um dos Bondinhos Aéreos – Parques da Serra. 

O ingresso não é dos mais baratos, mas o passeio dura cerca de uma hora e passa por outros dois pontos, todos com boas vistas. A parada antes da cascata tem trilhas curtinhas em meio a mata nativa e um museu de esculturas de madeira. 

Estrada da Ferradura, 699.

 

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
CHIP DE CELULAR
internet ilimitada
HOTÉIS
hostels, pousadas
AIRBNB
ganhe R$179