O que fazer em Paris: 23 dicas e atrações para o seu roteiro

Tem tanta coisa para fazer em Paris que é possível se perder. Mas não tem problema – se perder na cidade é até mais gostoso do que encher a agenda de compromisso. De qualquer maneira, com a ajuda dos meus seguidores lá do Instagram, preparei uma lista com algumas coisas para você fazer tanto na sua primeira vez quanto em outras vezes.

O que fazer em Paris pela primeira vez

Free walking tour

É uma maneira eficiente de ser apresentada à uma cidade onde você nunca esteve. O passeio não tem como ser completo pois é difícil conhecer tudo a pé, mas dá uma visão geral para visitar os principais pontos turísticos e saber melhor o que fazer em Paris nos outros dias de viagem. Ele também te ajuda a descobrir como se locomover pela cidade. Geralmente os guias costumam ter boa comunicação, histórias divertidas, curiosidades e dicas que só os locais conhecem para dar aos turistas. Claro que o tempo e a disposição desse profissional tem seu valor então considere pagar por esse serviço com uma gorjeta (já que o passeio é gratuito).

Existem diversos walking tours, mas você pode encontrar um deles aqui. E digitando ‘free walking tour Paris’ no google, também vai encontrar vários.

Passeio de barco pelo Rio Sena (adoro <3 )

Na primeira vez que fui a Paris, fiz esse passeio e acho que vale super a pena fazer pelo menos uma vez na vida. É tão lindo você navegar pelo Rio enquanto vê os belos edifícios parisienses, passa pela Torre Eiffel, D’orsay… Existem duas opções de passeios:

Passeio diurno pelo Rio Sena: A opção mais prática e mais agradável é aquela em que você pode ir desembarcando e embarcar novamente quando quiser em diversos pontos que quiser e durante dois dias. Existem 8 pontos de parada como a Torre Eiffel, Notre Dame, Louvre, Champs-Elysées, etc. É em qualquer um desses pontos também que você pode chegar com o seu ingresso e embarcar. Que forma mais delícia de explorar a cidade! Se quiser, pode comprar seus ingressos aqui, eles são enviados por email e você já chega lá embarcando.

Passeio ao pôr do sol e noturno pelo Rio Sena: O passeio dura uma hora e acontece ao anoitecer da cidade (se for no outono, você terá a melhor luz da vida!) O barco passa por vários pontos importantes de Paris como a Torre Eiffel, o Les Invalides e o Museu de Orsay, Notre Dame, Museu do Louvre, Grand Palais e muitos outros locais. Você pode adquirir seus ingressos aqui e eles serão enviados para o seu email.

Aproveitar as noturnas do Louvre, d´Orsay, Jeu de Paume

Quarta e sexta são as noturnas do Louvre. Fica aberto até 21:45 (o caixa fecha às 20h30). Depois das 19:30 o museu esvazia e vc se sente no paraíso. Compre os ingressos com antecedência para evitar filas clicando aqui.

Quinta-feira são as noturnas do d´Orsay, fica aberto até 21:45 (o caixa fecha às 19:30h). Compre os ingressos com antecedência para evitar filas clicando aqui.

Terça são as noturnas do Jeu de Paume, fica aberto até 21h (o caixa fecha às 20h).

DICA: Se você estiver visitando mais de dois ou três museus e monumentos, compensa você comprar o Paris Museum City Pass para economizar e evitar filas. Você pode comprar aqui.

Ir ao Museu Rodin

O Museu Rodin não tem visita noturna, mas nem por isso deve ficar fora do seu roteiro na hora de pensar o que fazer em Paris. As obras estão dispostas no encantador palácio rococó do Hotel Biron e seus jardins. É o meu museu favorito na cidade (talvez porque eu goste bastante das obras do Rodin).

Subir no Arco do Triunfo e ver o pôr do sol de lá

Outro favoritinho nas listas do que fazer em Paris. São cerca de 300 degraus para chegar ao topo. Pessoas acima de 60 anos e seus acompanhantes podem subir de elevador. DICAS: Use o acesso subterrâneo para chegar ao Arco do Triunfo – é loucura tentar atravessar com o movimento dos carros constante. Você pode comprar seu ingresso aqui para evitar as filas gigantes (ele chega no seu email). 

Ver a Torre Eiffel acender

A torre acende no mesmo horário que as luzes da cidade. E como Paris anoitece em horários diferentes ao longo do ano, não existe um horário específico. No inverno é perto das 17h e no verão, próximo às 22h. Portanto o ideal é você chegar um pouco antes de anoitecer de acordo com a época do ano que você está viajando pra lá. Muitos consideram a torre mais bonita à noite do que de dia. Mas fique esperta com os batedores de carteira, tem muitos no caminho de quem vai à torre. Se vir um grupinho de pessoas paradas fazendo nada, pode ter certeza que estão lá para se aproveitar dos turistas. Não é violento mas é chato e você não precisa dessa experiência em Paris.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Terceira vez em Paris e me dei conta de que nunca turistei apropriadamente por aqui. Sempre fiquei na casa de uma amiga e sem compromisso com o que eu “tinha” que conhecer na cidade. Só ia aos lugares que não tinham filas, aos museus que eu estava reamente a fim e os restaurantes sempre foram escolhidos baseados no que eu achava bonitinho no meio da rua. Eu não sei qual é o melhor crepe de Paris porque todos são muito bons na hora que eu tô com vontade e como 💁‍♀️ Pelas DM’s que recebi, acho que vocês estão melhores do que eu nesse assunto 😆 Então me conta. O que você acha imperdível na cidade? Qual é a sua melhor dica? A minha é essa: sair andando sem compromisso, de olho nos detalhes da arquitetura da cidade. #AmandaViajaFrança @airfrance

Uma publicação compartilhada por Amanda Noventa (@amandanoventa) em

Subir na Torre Eiffel

Esse está lista dos sonhos de muita gente na hora de escolher o que fazer em Paris. Se esse for o seu caso, suba até lá. Depois dos ataques em Paris, a preocupação com a segurança na torre está pesada e hoje você deve pegar uma filinha até para passar pelo sistema de segurança deles. E ATENÇÃO, eu aconselho fortemente você a comprar o seu ingresso antecipado. Dá última vez que estive lá e tinha que gravar uma série de vídeos no alto da torre, fiquei mais de duas horas na fila para conseguir subir (e nem era alta temporada). Para evitar essa chatice, você pode comprar o seu ingresso antecipado aqui, receber no seu e-mail e chegar lá bem mais tranquilo.

Veja as experiências que você pode ter na Torre Eiffel:

Primeiro andar: você vai passar por ele e terá acesso quando tiver entradas para o segundo andar.

Subida ao segundo andar: Foi onde estive e dizem ser a vista mais bonita da torre. Eu achei linda mesmo. Lá do alto é possível ver quase toda a cidade. Uma perfeição de vista. Compre os ingressos antecipados aqui.

Subida ao topo: O topo tem número bem limitado de pessoas por ter menor espaço. Compre aqui o seu ingresso antecipado para garantir vaga e evitar filas

Jantar ou almoço na torre: Existem duas opções de restaurante na torre – o Le Jules Verne fica no segundo andar e tem um preço até em conta para almoço (24 euros em nov/2018 – lembre-se que você paga pela vista). Ao lado dele fica também uma lanchonete simplona só para um sanduíche. Mas se quiser almoçar e jantar melhor na torre, a opção é o restaurante 58 Tour Eiffel Tower que fica localizado no segundo andar. Compre a sua entrada antecipada para o restaurante e subida de elevador até o primeiro andar da torre para garantir o seu lugar sem filas – entradas para o almoço aqui e jantar aqui.

Visitar as catacumbas

As catacumbas são interessantes e um programa diferente para fazer em Paris. Costumavam ser uma mina com diversos túneis subterrâneos pela cidade. Quando os cemitérios de Paris começaram a ficar cheios, a cidade começou a transferir os restos mortais para as catacumbas. Por isso lá você vai encontrar ossadas e crânios – tudo que virou um grande museu. Compre seus ingressos antecipados aqui para evitar filas.

Sair andando pelo clássico bairro Montmartre e Sacré Couer

Uma das coisas mais gostosas para fazer em Paris. Montmartre está localizado ao Norte de Paris, no 18 arr. É considerado um dos bairros mais charmosos de Paris, reduto dos mais famosos cabarés franceses da Belle Époque no início do século passado. Era frequentado pelos artistas mais famosos da época e conserva esse espírito até hoje. O Bairro tem muitas ladeiras e ruelas, prepare o fôlego! Também há muitas opções de restaurantes e cafés inclusive você pode aproveitar e ir ao “Café 2 Moulins” onde foi gravado o filme da Amelie Poulain. A Basílica de Sacré Coeur fica no ponto mais alto do bairro e tem uma vista incrível de Paris – você tem a opção de acessá-la pelo bondinho ou subir sua famosa escadaria.   

Passear e sentar tranquila pelo jardim de Luxemburgo

Os Jardins de Luxemburgo são um dos lugares mais populares para os parisienses e turistas. Lá você vai encontrar um lugar de descanso merecido depois de passear por toda a cidade. Tem diversas estátuas e esculturas instaladas nos jardins e é repleto de cadeiras de metal onde se pode relaxar e curtir a tranquilidade.

Livrarias e Sebos perto da Notre Dame

Se você não estiver a fim de entrar na Notre Dame, passe pelo menos na frente para apreciar a arquitetura gótica tão peculiar. De lá, você atravessa o rio sentido direito de quem está olhando a catedral, e encontra algumas livrarias e sebos tradicionais. Tem a Shakespeare & Co e algumas outras além de uns cafés bem gostosinhos e com mesinhas na rua pra você curtir o movimento. Mas um alerta: é uma área super turística e pode estar bem lotada e ser mais cara para tomar um café.

Jardim Tuileries

Não precisa nem colocar na sua lista do que fazer em Paris porque você vai passar por ele com certeza. Situado na margem direita do rio Sena, entre a praça Concorde e o Louvre e perto do Museu d’Orsay, da praça Vendôme e da Ópera Garnier. É neste jardim que bate o coração da cidade. O Tuileries é o mais central, o mais histórico, o mais antigo, o mais elitista e um dos mais bonitos jardins de Paris.

Passeio noturno de bike por Paris

Paris é uma cidade segura para ciclistas, possui mais de 700 quilômetros de pistas cicláveis – exclusivas ou compartilhadas. À noite o trafego é menos intenso, os monumentos estão todos iluminados e as ruas estão mais vazias. Você tem um visão da cidade de um ângulo privilegiado e pode acessar lugares proibidos para carros. Pura sensação de liberdade e de ser parte de Paris. Para alugar uma bike, você pode usar o sistema Vélib que está distribuído por diversos pontos da cidade, localizadas a 300 metros uma da outra. Os primeiros 30 minutos são gratuitos. Veja mais informações aqui.

Ir à uma feira de rua

Pode colocar sem medo na sua lista do que fazer em Paris. Se encante pelos produtos frescos e lindos das feiras. Provavelmente o bairro que você se hospedar vai ter alguma. Informe-se com o seu hotel ou até mesmo com os vizinhos. Aqui estão algumas:

Marché Bastille

Marché Bastille:  a mais famosa

Marché aux Enfants Rouges: A mais antiga, no Marais, com mesinhas e banquetas pra você comer.

Marché Belleville: Num local cheio de artistas, estudantes e imigrantes da África, Ásia e Oriente Médio.

Marché Couvert St- Quentin: Coberta de ferro e vidro e feita em 1866; cheia de comida gourmet e de ótima qualidade

Marché Raspail: Para quem gosta de comida. De domingo é cheia de produtos orgânicos.

Ir à uma Fromagerie

Paris tem diversas fromageries (lojas de queijos) em todos os bairros. Queijos franceses são muito tradicionais, então tente ao menos entrar em uma delas e provar as iguarias que vai encontrar. Pode ter um cheiro meio forte de queijo, mas nada que abale a visita.

O QUE FAZER EM PARIS: bônus no seu roteiro

Degustação com tour na Veuve Cliquot que fica na Reims

Esse tour pode ser feito em um pequeno grupo ou individualmente. A visita despertará os seus sentidos através da atmosfera única das adegas Veuve Cliquot, classificadas como Patrimônio Mundial pela UNESCO. Além de tudo isso, tem a degustação, claro. Mais informações aqui.

Museu de Cluny

Museu dedicado à preservação de um rico acervo de arte medieval. Um museu diferentão para colocar na lista do que fazer em Paris. Reúne obras da Antiguidade e do início da idade média, Mundo Românico, Tapeçarias, Tecidos, Bordados, Esculturas Góticas, Pinturas, Miniaturas, Vitrais, Marfim, Ourivesaria e também empréstimos de outros Museus de Paris. Está instalado em dois edifícios históricos adjacentes. Tais edificações são as únicas do tempo em que o Império Romano controlava essa região: as Termas Galo-Romanas (séculos I-III d.C.) e a ala residencial dos monges de Cluny (século XV) chamada de Hôtel de Cluny.  

 

Museu de Artes decorativas

Para quem gosta de design, mobiliário e decoração,  o Museu de Artes Decorativas de Paris (Musée des Arts Decoratifs) tem uma coleção formada por mais de 530.000 objetos, exibe elementos decorativos criados desde a Idade Média até a atualidade. Fica do ladinho do Louvre e pode ser uma opção alternativa a ele se você não estiver na vibe de lugares muito cheios e gigantescos.

O QUE FAZER EM PARIS

O que Amanda gosta de fazer em Paris

Reparar nos detalhes dos prédios

Os prédios históricos de Paris são muito interessantes. Cheios de detalhes, cada um deles possui uma placa com o nome do arquiteto e o ano em que foi construído – e é sempre 1700, 1800… A vontade é de conferir um por um no detalh.

Sentar em qualquer café que ela considere agradável

Eu não tenho um café preferido em Paris. Eu sempre sento naquele que mais me agrada pelo caminho. E, vai por mim, existe um a cada esquina. Cafés legais não vão faltar para você conhecer.

Comer crepes na rua

Você encontra uma barraquinha de crepe em quase toda esquina e vale a pena experimentar porque faz parte da experiência parisiense. O de nutella sai por 3 euros (meu favorito), mas também existe aquele só de açúcar e outros sabores mais incrementados. E aqui tem que praticar o desapego: o mesmo cara que faz o seu crepe pega o seu dinheiro.

Olhar a torre, mas através dos bairros em volta

Ir à torre já foi um programa muito legal. Você ia até lá, sentava no gramado em frente, descansava, fazia um piquenique… Ou seja, era um parque. Mas depois dos ataques virou uma outra coisa. Cercaram a torre com vidros, ficou mais turística, o número de furtos aumentou e assim passei a achar que ela é mais bonita se você olhar um pouco de longe, de preferência entre as belas ruas que a cercam.

Livrarias e bibliotecas

A livraria Shakespeare & Company é um charme. Mas como fica do outro lado da rua da Catedral de Notre Dame, você tem que dar sorte para não encontrá-la lotada (nível de lotação: fila na porta de entrada). Mas você pode arriscar. Dê uma olhada também na Bibliotèque Mazarine, a mais antiga da França.

VEJA AQUI TODOS OS POSTS DE PARIS

Dicas de Paris: o que fazer no seu roteiro

Onde ficar em Paris: melhores bairros, hotéis e hostels

O golpe do amor em Paris

Sabia que para tomar o melhor chocolate quente do mundo você tem que enfrentar ratinhos?

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
HOTÉIS
hostels, pousadas
AIRBNB
ganhe R$130
 COMPRE INGRESSOS
e evite filas