farol de itapuã em salvador

O que fazer em Salvador: 18 dicas essenciais para o seu roteiro

Os pontos turísticos de Salvador fazem da capital baiana um dos destinos mais encantadores do nosso país! Praias, construções históricos e gastronomia acima da média costuram o roteiro. Para saber tudo o que fazer em Salvador, preparamos esse post com todas as dicas importantes da cidade. Com elas, tenho certeza que você vai fazer as malas muito mais animado para suas férias. 

As dicas de Salvador que você vai encontrar nesse post:

Dicas de Salvador

Como chegar em Salvador

O Aeroporto Internacional de Salvador fica a aproximadamente trinta quilômetros do centro da cidade. Você pode pegar um táxi ou carro de aplicativo no terminal para ir até o seu hotel. Outra opção econômica é pegar o translado gratuito para a estação de metrô Aeroporto. De lá, é fácil seguir as orientações para chegar a diversos pontos da cidade. 

Se você estiver viajando com alguém, vale sempre fazer aquela conta simples: vale mais a pena dividir o valor de um táxi ou carro de aplicativo com a outra pessoa ou ir de transporte público? Às vezes, dá o mesmo preço e você ainda vai de uma maneira mais confortável para o seu meio de hospedagem. Se você sair do aeroporto de carro, não deixe de prestar a atenção no lindo túnel de bambus que há na estrada! 

Como andar em Salvador

Sempre planeje bem o roteiro do dia, para tentar fazer todos os passeios de uma determinada região de uma vez. Isso facilita muito na hora de pensar nos deslocamentos, especialmente porque o trânsito de Salvador, em alguns momentos, pode ser engarrafado e caótico. Sobre usar aplicativos de transporte na cidade, achamos que foi bem tranquilo, mas os veículos costumar ser mais antiguinhos. Alugar carro facilita em trajetos mais longos, mas estacionar não é lá muito fácil ou barato (no caso dos estacionamentos).

Alugue um carro para sua viagem

pelourinho em salvador na bahia

Onde ficar em Salvador: hotéis e pousadas

As hospedagens em Salvador podem agradar a todos os bolsos! Há desde hotéis cinco estrelas, como o Fasano Salvador, aos mais econômicos, pousadas, Airbnbs e hostels. A escolha vai depender, é claro, do propósito da sua viagem e orçamento. 

Próxima ao Pelourinho mas numa área mais tranquila, gosto da Pousada Bahia Pelô e da Casa do Amarelindo. Já para quem curte de hostels, saiba que há ótimas opções como o The Hostel Salvador

DICAantes de definir onde você vai ficar, monte o seu roteiro. Com isso, veja quais são as opções mais próximas de hospedagem que te agradam, porque a se locomover pela capital baiana exige certo planejamento. 

Outros hotéis em Salvador

Melhor época para visitar Salvador

Ao longo do ano em Salvador, o calor é quase sempre garantido, o que é ótimo para quem quer curtir as praias! Entre abril e julho, porém, há uma grande chance de chuva ao longo do dia – que, em geral, é passageira, mas suficiente para te ensopar enquanto você caminha pelo Pelô. 

Se puder, prefira ir para Salvador na primavera ou verão, que são as estações mais secas. Lembre-se, porém, que o carnaval de Salvador é um dos mais famosos do brasil, e, neste período, o clima da cidade é todo voltado à festa! Por isso, faça as reservas de voos e hospedagem antecipadamente. 

Quantos dias ficar em Salvador

Se você está montando seu roteiro para viajar para Salvador, eu diria que você deve passar quantos dias você puder porque a cidade é demais! hahaha. Brincadeiras à parte, reserve no mínimo três dias para conhecer os principais pontos turísticos.  Quanto mais tempo na Bahia, melhor! 

farol em salvador

O que fazer em Salvador

Das construções históricas do Pelourinho e suas belas igrejas às praias, bares e restaurantes…. Salvador é repleta de atrações de turismo cultural, gastronômico, religioso e de natureza. Ou seja: uma boa pedida para diferentes perfis de viagem e viajante.

Esteja sozinho, em grupo, com os amigos ou em família, certamente terá muito o que fazer na capital baiana. Afinal, a diversidade de pontos turísticos é um dos pontos altos do destino. 

Melhores praias de Salvador

Independente de qual praia de Salvador você escolher para passar o seu dia, as belas paisagens são garantidas. Indicamos a praia do Farol da Barra, do Porto da Barra, de Itapuã (famosa pela música de Vinicius de Moraes), Ondina (conhecida por fazer parte do circuito do carnaval), e Buracão, no Rio Vermelho.

Lembra que eu falei que quanto mais tempo de viagem melhor? Pois é, se puder, reserve um dia para fazer o passeio de escuna pela Baía de Todos os Santos, que passa por paraísos como a Ilha dos Frades e de Itaparica. Os passeios de barco partem do Terminal Turístico Marítimo de Salvador, próximo ao Mercado Modelo.

Orla do Porto da Barra em salvador
Orla do Porto da Barra

Pelourinho: igrejas, museu e cultura

Construções de fachadas coloridas, muitas igrejas, o intenso vaivém de pessoas em meio a lojinhas e restaurantes… Tudo isso compõe o que conhecemos como a região do Pelourinho, quiça o ponto turístico mais importante de Salvador. E a Praça da Sé, no Pelourinho, foi revitalizada e aberta recentemente, tornando-se um lugar super convidativo para começar o passeio. 

A poucos passos dali estão algumas igrejas e monumentos religiosos imperdíveis como a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (aos domingos, há missa especial que traz elementos de origem afro, como atabaques, num lindo sincretismo religioso) e a Igreja e Convento de São Francisco.  E olha: mesmo que você não seja religiosa, a arquitetura dos templos vai te encantar, tanto por dentro quanto por fora.

Por lá, outros pontos interessantes são o Teatro Miguel Santana, onde acontece o Balé Folclórico da Bahia. É turístico, sim, mas ainda assim uma experiência divertida. Ele traz, entre outras coisas, apresentações que celebram os orixás, entidades cultuadas por muitas crenças de origem africana. 

Também não deixe de visitar a Fundação Casa de Jorge Amado, idealizada para celebrar a obra do escritor Jorge Amado e lá tem uma exposição permanente que vale a pena conhecer. 

E as dicas finais para aproveitar todas as cores e sabores do Pelô tranquilamente é: vá com calçados confortáveis, pois as ladeiras são de paralelepípedo. Ah, também prefira o dia para andar pelo histórico, pois a região pode ser um pouco insegura durante a noite para quem ainda não está acostumado aos trajetos das ladeiras, que podem te confundir.

pelourinho em Salvador

Caminhada Salvador Negra: Pelourinho

Se você quer conhecer o Pelourinho por completo, inclusive sua história e a importância da cultura preta na região, recomendo a Caminhada Salvador Negra. Vale muito a pena: o passeio é guiado, dura 3h e custa R$ 50, passando pelos principais pontos do bairro com explicações e informações que – infelizmente – ainda não são tão populares e conhecidas. Sabemos que a história negra sofre com o apagamento histórica e essa iniciativa é uma forma de mantê-la viva.

Basílica Nosso Senhor do Bonfim

Para os fiéis, vale esticar o passeio até a Basílica Nosso Senhor do Bonfim, que é do século 18, com traços de arquitetura neoclássica e rococó. Mas seu grande atrativo é  a grade repleta de fitinhas coloridas que fica logo em frente.

Ali, você pode amarrar a sua fitinha de Nosso Senhor do Bonfim e fazer um pedido – tem uma galera vendendo por lá e é baratinho, então não se preocupe em comprar antes. Quem quiser ir mais além, ainda pode cumprir outra tradição que é  amarrar uma fita também no próprio pulso (cada cor tem um significado) e fazer três pedidos, um para cada nó. 

Além disso, todos os anos, a lavagem das escadarias da igreja é um evento importante para a cidade. A celebração Lavagem do Bonfim acontece na quinta-feira que antecede o segundo domingo após o Dia de Reis, no mês de Janeiro. E um cortejo sai da Igreja da Conceição da Praia, no bairro do Comércio, e é recebido com a benção na Basílica.

nosso senhor do bonfim em salvador

Mercado Modelo e Elevador Lacerda

A visita ao Mercado Modelo e Elevador Lacerda pode ser 2 em 1: pegue o elevador (a entrada custa apenas R$ 0,25, separe sua moedinha) para descer até o mercado. Nele, você encontra roupas, artesanato e doces – as cocadinhas são ótimas para comer e levar de presente!

Quando estiver lá, também não deixe de conferir também os restaurantes que ficam no andar superior, há ótimas alternativas para uma refeição ou lanche rápido. Mas lembre-se, o local é popular e geralmente bem movimentado, então fique de olho em seus pertences assim como faria em qualquer cidade grande do mundo, hein?!

elevador lacerda em salvador
Elevador Lacerda

Museu de Arte Moderna da Bahia

Para um rolê mais “cultural” incluindo um pôr do sol incrível, vá ao Solar do Unhão, onde está o Museu de Arte Moderna da Bahia. O espaço abriga pinturas de artistas como Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti e Portinari. Se puder, faça sua visita em um sábado, que é quando há apresentações de jazz do projeto JAM no MAM, no estacionamento do museu. 

Museu de Arte Moderna da Bahia
Museu de Arte Moderna da Bahia

Farol da Barra

Antes mesmo de entrar, o Farol da Barra já impressiona. A construção é rodeada pelo mar e um belo gramado, onde a galera senta para relaxar e curtir o cenário. Uma delícia ficar um pouquinho de boa por ali curtindo o entorno.

Depois, hora de entrar no monumento que é, na verdade, o Forte de Santo Antônio da Barra, que abriga tanto o Farol quantoMuseu Náutico da Bahia, que reconta a história da navegação e exibe vários equipamentos antigos.  Sim, visita 3×1 de pontos turísticos de Salvador.

O protagonista é, obviamente, o Farol que oferece vistas incríveis da Baía de Todos os Santos – para a gente, funcional ou bem ir no fim da tarde, assim rolou ver o cenário de dia e também o pôr do sol.  Ele tem mais de vinte metros de altura e para chegar ao topo é preciso encarar cerca de 80 degraus. Vá com calma, porque há áreas estreitas em que é inevitável trombar com quem está fazendo o trajeto contrário.

farol da barra em salvador

 

Dique do Itororó

Mesmo que seja passando de carro, dê uma espiadinha nas estátuas de orixás que embelezam o dique do Itororó.

Onde comer em Salvador

A culinária baiana é incrível e, por aqui, há ótimos lugares para provar desde acarajé ou pratos ainda mais elaborados com frutos do mar até um ótimo sorvete de tapioca. E na lista abaixo, dá para ter um gostinho do que te espera no destino, afinal gastronomia é um dos principais pontos turísticos de Salvador. 

Cravinho: Durante a visita ao Pelourinho, vale muito apenas sentar e simplesmente aproveitar o bar e restaurante Cravinho. Mesmo se decidir fazer a refeição em outro lugar, prove as pequenas doses de cachaça com gengibre e canela. 

Cubana Sorvetes: Pertinho do Elevador Lacerda ou na região do Pelourinho, não deixe de fazer uma “parada estratégica” na  sorveteria A Cubana. Bem tradicional por apresentar sorvetes deliciosos de sabores como tapioca, mangaba, umbu, cajá e graviola.  

Largo de Santana: Se está procurando um acarajé inesquecível, vá ao Largo de Santana, no bairro do Rio Vermelho, durante a noite. Nesta praça, que é famosa pelas barracas de acarajé, você também encontra tapioca doce e salgada, que costuma ser beeeem recheada! As barracas da Cira e da Dinha estão entre as mais famosas. Depois, dá para esticar a noite em um dos bares da região, que são os mais pedidos para uma noite em Salvador. 

Porto do MoreiraSe você gosta de restaurantes tradicionais e com preço amigo, não deixe de ir ao Porto do Moreira, para comer uma boa moqueca de frutos do mar. O local, inclusive, fica próximo à estação Lapa do metrô, portanto é uma boa dica para quem quer sair do aeroporto e almoçar antes de fazer check-in no hotel. 

Sorveteria da Ribeira: Pode até ser um pouco fora de mão, na Rua da Penha, mas a Ribeira vale o desvio do roteiro mais turístico, eu garanto. Tudo artesanal e servido em um espaço simples, porque o destaque fica mesmo para os mais de 60 sabores de sorvete: tem desde açaí com banana e graviola aos mais tradicionais como chocolate.

sorveteria a cubana em salvador no elevador lacerda
Sorveteria A Cubana próxima ao Elevador Lacerda

Salvador é perigoso?

Assim como qualquer grande cidade, Salvador pede cuidado e atenção em lugares muito turísticos e ou movimentados. Por exemplo, no Pelourinho você não vai ficar dando bobeira com câmera e celular sabe?! Fora isso, não é nada fora do normal pra quem está acostumado com grandes cidades. Se você for sozinha, já sabe – tomar sempre as mesmas precauções que você tomaria estando na sua própria cidade.

O que fazer em Salvador com chuva

O fato é que a maior parte das atrações de Salvador é ao ar livre, mas se chover na capital baiana, ainda assim rola passear. Aproveite para fazer refeições longas e sem pressa nos restaurantes indicados, vá ao Museu de Arte Moderna, a Fundação Jorge Amado e termine o dia no  Teatro Miguel Santana, onde rola o Balé Folclórico da Bahia

farol de itapuã em salvador

O que fazer em Salvador em 1 dia

Com apenas um dia na cidade, melhor focar no básico, ou seja, Pelourinho. Ali dá para ter um vislumbre das belezas da capital baiana em locais como a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e a Fundação Jorge Amado. Dá para passar a a manhã e parte da tarde lá para, depois, curtir o fim do dia na região do Farol da Barra e ver o entardecer sobre a  Baía de Todos os Santos.

O que fazer em Salvador em 3 dias

Além de explorar o Pelourinho por conta, dá tempo de fazer a Caminha Negra na região e, só depois, ir para a região do Farol da Barra. Depois de ver o entardecer, dá para esticar em algum barzinho da região. No roteiro de 3 dias em Salvador, também vale incluir a Igreja Nosso Senhor do Bonfim, Museu de Arte Moderna, Mercado Modelo e Elevador Lacerda. Fora que com mais tempo, é possível curtir mais bares, sorveterias(!) e restaurantes da cidade que a gente listou.

DIA 1: Pelourinho + Caminha Negra + Farol da Barra (pôr- do-sol)

DIA 2: Mercado Modelo + Elevador Lacerda

DIA 3: Nosso Senhor do Bonfim + Museu de Arte Moderna

pôr do sol em praia de Salvador na Bahia

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
CHIP DE CELULAR
internet ilimitada
HOTÉIS
hostels, pousadas
AIRBNB
ganhe R$179