O que fazer em San Francisco em 3 dias: roteiro básico e roteiro diferentão

San Francisco foi o primeiro lugar que eu viajei sozinha. Dez anos depois, retornei à cidade e reuno aqui as melhores dicas para você aproveitar de duas maneiras: com um roteiro básico e com um roteiro diferentão.

Dicas de San Francisco que valem ouro

  • O city pass de San Francisco pode te ajudar a economizar se você quiser fazer diversas atrações turísticas na sua viagem. Dê uma olhada nos planos e veja se é vantajoso para você.
  • Os ônibus vermelhos de hop on hop off podem ser interessantes se essa for a sua primeira vez na cidade e você quiser aproveitar para conhecer tudo. Foi assim que eu conheci San Fran na primeira vez que eu fui e não me arrependo.
  • Se você quiser ter fácil acesso a tudo, uma boa opção é se hospedar no bairro da Union Square
  • A fila para o cable car é enorme no ponto inicial da Alamo Square porque todos querem ir sentados do lado de fora. Se você pegar o cable car no ponto seguinte (ainda na Union Square mas em frente ao hotel Westin) você não vai ficar na fila.
  • Atenção para a compra de ingressos para grandes atrações como Alcatraz e Museum of Ice Cream – eles devem ser comprados com bastante antecedência para evitar filas e para conseguir entrar também 🙂
  • Se você estiver viajando pela California de carro, considere San Francisco como ponto inicial se o seu interesse for maior para arte, cultura e gastronomia. A cidade é moderna e charmosa – merece sua atenção.

Onde ficar em San Francisco

Eu me hospedei no StayPineapple na Union Square. Mas tenho um post completo com os melhores bairros e hotéis da cidade. Confira aqui.

O que fazer em San Francisco: roteiro básico

Da primeira vez que eu fui a San Francisco e queria conhecer a cidade no geral, eu peguei um daqueles ônibus vermelhos turístico de Hop On Hop Off e achei super útil. O bom do ônibus é que ele para em todos os principais pontos da cidade, você desce e pode pegar o próximo para ir a outro ponto se quiser. De qualquer maneira, seguem os pontos principais de um roteiro básico por San Francisco:

DIA 1: Lombard Street + Fisherman’s Wharf + Alcatraz + Chinatown

Lombard Street: é aquela famosa rua super íngreme com muitas curvas.

(se você estiver saindo da Union Square, dá para pegar a linha Powell & Hide de Cable Car ~bondinho ~ e descer no ponto próximo a Lombard Street)

Fisherman’s Wharf: dar uma andada por ali e se atentar para os seguintes pontos:

  • Ver os leões Marinhos no Píer 39: são dezenas de leões marinhos, um grudadinho no outro. Uma graça de ver.
  • Boudin Bakery Cafe (Pier 39, Space 5-Q): ali você pode experimentar a famosa e típica sopa de frutos do mar chamada de clam chowder servida no pão sourdough.
  • Pier Market: se você não gostou da ideia da sopa, pode comer frutos do mar no restaurante Pier Market que também dica ali no pier 39.
  • Chocolates na Ghirardelli (900 North Point St Suite 52): loja da marca de chocolates famosa. Vale a pena se você quiser tomar o sorvete da marca ou se quiser alguns kits especiais. Porque chocolate mesmo sai mais barato comprando no supermercado

Tour pelo Alcatraz: a famosa prisão de segurança máxima está hoje desativada, mas ainda é um dos pontos turísticos principais da cidade. O fato de a prisão estar localizada numa ilha, só deixa o clima de mistério maior ainda.

  • compre os ingressos antecipadamente aqui. Esse tour é super disputado.
  • o tour noturno pode ser uma experiência mais completa do que o diurno pois quando o barco sai do píer, ele dá a volta por toda a ilha mostrando algumas coisas que o tour diurno não mostra (a fábrica onde os prisioneiros trabalhavam, por exemplo).

Jantar em Chinatown: Eu recomendo o restaurante China Live – o melhor restaurante asiático que eu já comi na vida! Sem contar que o ambiente é ótimo: mesões com muita gente comendo e tomando um drink, agitado, alto astral e decoração bacanérrima. Vai por mim que você vai achar uma delícia. Consulte o site para reservas: https://chinalivesf.com/

DIA 2: Height Ashbury + Golden Gate Park + Alamo Square

Café-da-manhã em Height Ashbury: aproveite para começar o dia neste bairro onde surgiu o movimento hippie. Aproveite para procurar a casa do Jimi Hendrix (São Francisco, CA 94117) e a casa da Janis Joplin (635 Ashbury St, 94117) por ali. Veja a minha experiência por esse bairro aqui.

Golden Gate Park: um lindo e grande parque urbano onde você vai encontrar o Jardim Botânico, California Academy of Science e o museu De Young.

Almoço na Divisadero Street: é uma rua super cool de San Francisco bastante frequentada pelos locais. Sugestão de restaurantes: Nopa505 Burguers & BBQ)

Alamo Square: Fica a um quarteirão da Divisadero Street. E é ali que ficam as famosas casas Painted Ladies, cenário de diversos filmes.

Alamo Square e as casinhas chamadas de Painted Ladies

DIA 3: Crissy Field + Presidio + Palace of Fine Arts + Mission + Castro

Crissy Field + Presidio: dá pra você começar o dia fazendo um piquenique em Crissy Field  de onde terá uma vista incrível da Golden Gate rendendo as melhores fotos. Dê uma olhada na previsão do tempo antes pois pela manhã pode ser nublado e frio – melhor levar um casaquinho.

Palace of Fine Arts: o palácio de Belas Artes de San Francisco é uma estrutura monumental gigante e maravilhosa.

Mission: neste bairro descolado você vai encontrar muita street art além de restaurantes excelentes com influências do mundo todo, perfeito para um early dinner. Se ainda tiver pique, termine a noite com uns drinks no Castro.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Amanda Noventa (@amandanoventa) em

O que fazer em San Francisco em 3 dias: roteiro diferentão

Dia 1: Diversos programas num dia só

San Francisco Love Tour: 2 horas de passeio pela cidade

Neste tour você vai rodar pela cidade numa kombi antiga e toda desenhada ao estilo hippie. Aliás, o clima é bem a San Francisco hippie que todos desejam conhecer. A saída é em Fisherman’s Warf e a kombi passa pela Marina bay, Golden Gate Park, Lombard Street, Chinatown, Haight Ashbury (bairro hippie), The Mission e  Castro. As paradas para foto dependem do pacote que você contratar. Veja aqui a minha experiência com o Love Tour.

Veja mais informações em www.sanfranciscolovetours.com/

Museum of Ice Cream

O museu do sorvete ficou itinerário durante um bom tempo passando por Nova York, Los Angeles, Miami e San Francisco até fixar residência nesta última cidade. E é bem divertido! Um museu para você abrir a cabeça e liberar a criança que tem dentro de você. O lugar é super instagramável, feito para render fotos incríveis. E, importante, tem muito sorvete incluído. Só não esquece de comprar o seu ingresso com antecedência, tá? De terça-feira a entrada é gratuita mas as filas podem ser de até 3 horas para entrar.

Se houver tempo: SFMOMA

O museu de arte moderna e contemporânea de San Francisco foi reaberto em 2016 depois de algumas obras de expansão. Vale a visita se você gostar de arte. É possível comprar ingresso pelo site. A entrada está incluída no city pass caso você tenha comprado.

Jantar: China Live

O melhor restaurante asiático que eu já comi na vida! Sem contar que o ambiente é ótimo: mesões com muita gente comendo e tomando um drink, agitado, alto astral e decoração bacanérrima. Vai por mim que você vai achar uma delícia. Consulte o site para reservas: https://chinalivesf.com/

DIA 2: Atravessando a Golden Gate Bridge de bike

É possível alugar uma bike e percorrer alguns trechos da cidade dessa maneira, incluindo uma travessia pela Golden Gate Bridge, chegando em Sausalito (que fica do outro lado da ponte) e voltando para San Francisco de ferry. Confira o meu roteiro de bike:

  • Alugamos a bike em Fisherman’s Warf no Bay City Bikes
  • Passamos pela marina de San Francisco
  • West Bluff Picnic Area
  • Golden Gate Bridge (fique atento pois um lado é para pedestres e outro para bikes)
  • Sausalito

Alugamos a bike no Bay City Bikes. É possível também alugar a bike da Uber que é uma bike vermelha chamada Jump, mas a desvantagem é que ela é cobrada por hora (o que pode encarecer seu passeio). Quando você aluga a bike turística como eu fiz, você paga pela diária, tem qualquer suporte e algumas empresas recolhem até a sua bike no ferry de Sausalito para que você não precise voltar com ela. Outra vantagem é que essas empresas já podem incluir o seu ticket do ferry de Sausalito (o que eu super aconselho você a comprar com antecedência para evitar filas).

Eu almocei/brunch em Cavallo Point, logo atravessando a ponte, no Murray Circle Restaurant (602 Murray Cir, Sausalito, CA 94965) que é um restaurante bem clássico e muito bom. Mas você pode aproveitar para almoçar em Sausalito que é uma cidadezinha super fofa com vários restaurantezinhos. Recomendo o Joinery Beer Hall para almoçar e o Poggio Trattoria para jantar (caso você fique até mais tarde em Sausalito).

DIA 3: conhecendo o Vale do Silício

(veja aqui um post completinho com tudo para fazer no Vale do Silício)

O Vale do Silício é hoje o grande culpado pelo crescimento econômico, tecnológico (e encarecimento) de San Francisco. É lá que estão as grandes empresas mundiais de tecnologia (Facebook, Google, Apple, Oracle, Uber, etc) e também o lugar escolhido por várias startups tentando um lugar ao sol.

Brunch: Comece o dia tomando um café/brunch no Alana’s Cafe em Downtown Burlingame. O brunch é bem servido e típico americano, frequentado por locais e localizado numa rua fofa que só. Ao lado do café tem diversas lojinhas, floriculturas e livrarias caso você queira dar uma andada por ali.

Dê uma volta pelos prédios do Google e Facebook caso você se interesse. Basta você (ironicamente) dar um google no endereço que você encontra. É muito legal ver onde ficam essas empresas tão faladas.

A Universidade de Stanford também fica por ali caso você queira dar uma volta pelo câmpus.

Almoço: Gourmet Haus Staudt em Redwood City – Este bar, além de ter cervejas deliciosas e comida alemã originalzona, tem uma história muito interessante! Um protótipo do iphone da Apple, ainda em fase de teste, foi perdido lá por um funcionário da empresa. Foi um rolo só e saiu em diversos jornais. Quando eu estive lá pude ouvir a história do próprio dono (deixe a timidez de lado e pergunte a eles sobre essa história também. Os donos são incríveis de legais!)

Amanda viajou a convite do San Francisco Travel.

VEJA AQUI TODOS OS POSTS DE SAN FRANCISCO

Onde ficar em San Francisco: os bairros, hotéis e hostels

O que fazer no Vale do Silício: 7 atrações imperdíveis

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
HOTÉIS
hostels, pousadas
 ALUGUEL DE CARRO
sem IOF, em até 12x
AIRBNB
ganhe R$130