O que fazer em Fernando de Noronha: roteiro e dicas

Eu sei que não foi fácil, mas agora que você finalmente decidiu ir para Noronha está na hora de dar uma estudada no lugar para conseguir se planejar melhor. Veja as minhas dicas:

Melhor época para ir a Noronha

Não existe tempo realmente ruim para ir a Noronha. Mas para ser mais detalhista:

  • Agosto e setembro são os melhores meses para ir a Noronha: sem chuvas, água clara, mar calmo e transparente
  • De dezembro a março é a época onde pode acontecer um fenômeno chamado de swell que deixa o mar bastante agitado, bom para surfistas, porém pode ser prejudicial aos turistas. Se você der azar de pegar o swell bem quando estiver lá, pode ser que não consiga fazer diversos passeios de barco.
  • Abril a julho é um mês onde pode chover. Eu fui em maio e a chuva não atrapalha porque, em geral, são pancadas que logo param. O que pode acontecer é deixar o dia com mais nuvens e talvez você não consiga ver o pôr do sol brilhando tanto assim.

Quantos dias ficar em Fernando de Noronha

Em três dias inteiros você consegue fazer de tudo pela ilha (eu passeio 3 dias inteiros + 1 quebrado). Em cinco dias é perfeição para ver tudo e ainda passar um tempo mais tranquilo. Em uma semana já dá para se sentir um nativo.

Passagem para Fernando de Noronha

A passagem é um problemão porque costuma ser cara. Há duas companhias aéreas que fazem a rota: Azul e Gol, que fazem conexão em Recife ou Natal e de lá para Noronha.  É possível comprar voos em promoção por R$1400, mas os preços geralmente giram em torno de R$2000. Uma outra opção é comprar os dois trechos separados – saem muitas promoções de Recife e Natal em torno de R$500 (ou até R$300). Dá para comprar esse trecho separado do trecho da sua cidade.

(Veja este vídeo sobre como eu fico sabendo das promoções de passagens aéreas).

DICA: Na hora de comprar a sua passagem para Noronha, marque o seu assento do trecho que chega à ilha do lado esquerdo do avião para ver a vista belíssima lá do alto 😉

Alugar buggy? Como se locomover em Noronha?

Existem algumas opções para se locomover em Noronha. Mas mantenha em mente que a gasolina lá é cara – quando eu fui custava R$6,50/litro.

  • Aluguel de buggy: pode ser uma boa opção se você estiver em grupo. Quando eu fui, o custo do aluguel/dia era de R$250 a R$300. DICA: Reserve o seu buggy com no mínimo um dia de antecedência. Quando a ilha está cheia você corre o risco de não conseguir (eu não consegui). Uma outra dica é prestar atenção no que está funcionando no buggy quando a locadora entregar o carro a você – vi muitas pessoas reclamando das condições dos buggys, com vários problemas de peças quebradas.
  • Aluguel de carro: eu tive que alugar um carro por um dia já que não consegui o buggy. Vantagem: tem ar condicionado. Desvantagem: é mais caro que o buggy e com menor emoção. Custou R$350/dia.
  • Táxi: até você entender como funciona o táxi, você vai se ferrar um pouco. Isso porque lá eles não funcionam com taxímetro, mas com preço fechado que é de no mínimo R$26. Acontece que não é só isso. Vamos dizer que você esteja voltando para a sua pousada junto com o seu amigo que está hospedado numa pousada diferente, na rua de trás – você vai pagar R$26 até a sua pousada e o seu amigo vai pagar mais R$26 até a pousada dele. Não importa se a maior parte do caminho vocês fizeram juntos – a cada parada do táxi é cobrado pelo menos R$26.
  • Ônibus: existe um ônibus que vai de um lado a outro da ilha e custa R$5. Pode ser útil em alguns momentos, mas ele não chega em todas as praias.
  • Bike: tem que gostar e ter vontade. Mas é possível alugar bike e percorrer a ilha dessa maneira.

obs: valores referentes a maio/2018.

A ilha de Noronha é pequena e dá muito para você visitar várias praias num dia só. Eu fiquei 4 dias (3 dias inteiros) e acho que é o tempo mínimo legal pra ficar. Deu pra conhecer tudo, fazer passeios e ainda escolher algumas praias pra ficar mais de boa. Mas se você conseguir ficar uns 5 dias, melhor ainda! Uma semana? Já dá pra se sentir um nativo 🐬 Agosto e setembro são os melhores meses pra viajar pra lá: mar calmo, cristalino e temperatura perfeita. De dezembro a março é legal também, mas pode rolar o fenômeno do swell que deixa o mar super agitado e (se você tiver muito azar, os passeios de barco podem até ser cancelados por vários dias). Mas dizer que tem época ruim pra ir… ah, não tem 🙂 #AmandaViajaBrasil

Uma publicação compartilhada por Amanda Noventa (@amandanoventa) em

O que fazer em Fernando de Noronha à noite

Ao contrário do que muitos pensam, as vilinhas de Noronha não são agitadas tipo Búzios e outros lugares de praia. As pessoas ficam um tanto espalhadas pelos bares e restaurantes da ilha. Abaixo você vê as principais atrações do que fazer em Noronha à noite.

  • Bar do Cachorro: o Bar do Cachorro é um bom lugar para pôr do sol que vai se transformando num lugar aconchegante para jantar e, em seguida vira um forró daqueles com música ao vivo e um super agito. É o lugar se quiser curtir uma balada à noite em Noronha. A Heineken aqui custa R$15. A margarita custa R$30.
  • Bar do Meio: vai até umas 19h. Não é exatamente uma opção para a noite, mas coloque na sua lista para um pôr do sol.
  • Jantar: os jantares podem ser bem animados em Noronha, principalmente se você estiver entre amigos. Veja mais abaixo uma listinha de restaurantes para você ir.

O que fazer em Fernando de Noronha com chuva

Não é para a chuva estragar a sua viagem. A única vez que caiu uma pancadona de chuva que não parava nunca (e bem na hora do pôr do sol), eu me debandei para o bar do meio e lá pedimos umas porções, coisas para comer e beber. Curtimos o som ao vivo entre amigos e tudo ficou bem.

 

Onde comer em Fernando de Noronha: restaurantes

Comer em Noronha é um negócio diferente: os restaurantes da praia são piores e curiosamente mais caros do que os outros restaurantes da ilha. Isso porque, aparentemente, nos restaurantes da praia você paga pela vista, pelo pôr do sol, etc.

Os melhores restaurantes de Noronha (segundos os locais) são nessa ordem:

1. Restaurante Xica da Silva: o melhor da ilha tem preço de São Paulo e não nos assustou. A conta deu em torno de R$120/pessoa (com direito à entrada, vinho, bebida, pratos e sobremesa – sem economia).

2. Restaurante Varanda: pertinho da minha pousada, consegui ir a pé até lá. Tem um cardápio cheio de opções e música ao vivo. O lugar é bem agradável (mesmo). Pegue uma mesa na varanda (mas não pode chegar tarde porque lota). Lá eu pedi um risoto de camarão, uma piña colada e, de sobremesa, uma baba de moça.

3. Restaurante Cacimba Bistrô: Nesse restaurante eu não fui

Eu fui a alguns outros restaurantes e te passo aqui:

Bar do Meio: tudo bem caro e comida ok. A porção de isca de peixe (meio seca) custa R$90. A cerveja long neck Heineken custa R$20. Experimente os ceviches e tartar que pode ser uma boa ideia. E eles também servem pratos. Tem um brigadeiro de colher muito bom se quiser um doce. Rola música ao vivo (forró, reggae, forrónejo) a partir de umas 17h todo dia e é um bom lugar para ver o pôr do sol.

Bar do Cachorro: serve diversas porções e pratos como bobó de camarão, moqueca, entre outros. Achei a moqueca boa até. Mas, bom lembrar, por ser na praia aqui você pagar pelo lugar e não pela qualidade da comida.

Point da Cacimba: Lugar delícia para almoçar. Faz assim: pega uma manhã na praia da cacimba e chega mais ali para comer um peixe na folha de bananeira com arroz, feijão, batata, macaxeira, salada e afins. Tem bastante mosquito porque é uma cabana no meio do mato/mar. Mas o lugar é uma delícia, o atendimento é muito bom e, para espantar os mosquitos, eles acendem um carvão com café para queimar na sua mesa (que funciona e dá um charme para o seu almoço roots). Lá também tem um açaí real oficial, sem aquele monte de açúcar que a gente toma nas bandas de SP. O preço é salgado – R$25 por um copo de 300ml.

Restaurante Tempero da Mãezinha (que também é farmácia): É um restaurante na vila dos Remédios que oferece alguns sanduíches, PF’s e comida por quilo. Eu pedi um pastel (R$20). Nada me pareceu delicioso, mas quebra o galho. Além disso, o lugar é bem agradável para sentar na varanda.

Quanto levar de dinheiro para Fernando de Noronha

O cartão de crédito é bem aceito na ilha. Mas caso você precise, há uma agência do banco Bradesco e um caixa 24 horas no aeroporto. Para ter uma ideia de quanto levar pra Noronha ou de quanto você vai gastar, veja o tópico abaixo:

As taxas de preservação de Noronha

Existem duas taxas a serem pagas em Noronha:

  • preservação ambiental (R$70,66/dia de estadia): obrigatória que você paga em até 48h antes da sua viagem através desse link ou chegando no aeroporto. Para evitar filas no aero, pague antecipadamente.
  • taxa de R$99 para todos os passeios (de barco ou não) realizados dentro da área do parque nacional marinho (praias de Baía dos Porcos, Sancho, Leão, Sueste e Atalaia). Não pagam essa taxa: maiores de 60 anos, menores de 12 anos, pesquisadores em serviço, moradores e parentes de primeiro e segundo grau dos moradores. Essa taxa é paga em alguns postos de atendimento na ilha (informe-se no seu hotel que fica mais fácil) e, conselho, providencie assim que você chegar lá porque vai precisar da carteirinha entregue por eles para os passeios.

Quanto custa viajar para Fernando de Noronha

Vamos ao que interessa: Noronha é caro? Gastos, “caro” e “barato” é algo bem pessoal, né? Então vou deixar pra vocês decidirem colocando alguns preços aqui:

  • As taxas da ilha: R$70,66/dia + R$99 para 10 dias
  • Fiquei numa pousada simples com café da manhã farto, ar condicionado chamada Dois Irmãos. Preço: R$1152 por 4 noites para casal
  • No voo da Azul eu paguei R$1200 com saída de SP e conexão em Recife
  • Táxi é louco. Tem preço mínimo fechado para qualquer lugar da ilha a partir R$26. E assim, se você primeiro passa com o táxi num lugar e depois vai para outro, ele cobra duas corridas. E não tem conversa
  • Aluguel de buggy varia de R$250 a R$300/dia. Carro (com ar condicionado) sai por R$350. Tem busão também rodando a ilha por R$5
  • Passeios de barco com a Primeiríssima: passeio de barco até o Sancho (R$180). Passeio Prancha Sub (R$120).
  • Aluguel de snorkel + nadadeira sai por R$10 
  • A cerveja long neck varia de R$15 a R$20 
  • Para jantar no Xica da Silva (melhor restaurante da ilha) a conta deu em torno de R$200/pessoa (com direito à entrada, vinho, bebida, pratos e sobremesa – sem economia). Dica: os melhores restaurantes da ilha podem sair mais baratos que os restaurantes das praias. E se quiser comer mais barato ainda, existem outros restaurantes bem simples espalhados pela ilha. Paguei R$25 num PF e R$20 num pastel – mas sem qualidade, só pra matar fome mesmo. E tem mercadinhos, claro.
  • Farofeira sim: levamos muitas garrafas de vinho na mala. Não é permitido beber em muitas praias. Mas dá pra beber nos passeios de barco, na pousada, no pôr do sol…

Veja aqui o post completo sobre como viajar para Noronha gastando pouco.

Mas vamos ao que interessa – Noronha é caro? Gastos, “caro” e “barato” é algo bem pessoal, né? Então vou deixar pra vocês decidirem colocando alguns preços aqui: As taxas da ilha: R$68,74/dia + R$99 para 10 diasFiquei numa pousada simples com café da manhã farto, ar condicionado (porém com chuveiro bem ruim) chamada Dois Irmãos. Preço: R$1152 por 4 noites para casalNo voo da Azul eu paguei R$1200 com saída de SP e conexão em RecifeTáxi é louco. Tem preço mínimo fechado para qualquer lugar da ilha a partir R$26. E assim, se você primeiro passa com o táxi num lugar e depois vai para outro, ele cobra duas corridas. E não tem conversaAluguel de buggy varia de R$250 a R$300/dia. Carro (com ar condicionado) sai por R$350. Tem busão também rodando a ilha por R$5Fiz dois passeios de barco com a Primeiríssima (barata, porém desorganizada). Um passeio passa por várias praias, vê golfinhos e chega no Sancho para mergulho (R$180). O outro chama-se AquaSub (R$120) onde você segura numa prancha na água e é puxado pela lancha. A ideia é colocar o snorkel e observar toda a vida marinha, porém não havia vida marinha. Uma pena. Me decepcionei nesse passeio, mas tinha comida e bebida ao pôr do sol no final Aluguel de snorkel + nadadeira sai por R$10 A cerveja long neck varia de R$15 a R$20 Para jantar no Xica da Silva (melhor restaurante da ilha) a conta deu em torno de R$120/pessoa (com direito à entrada, vinho, bebida, pratos e sobremesa – sem economia). Dica: os melhores restaurantes da ilha podem sair mais baratos que os restaurantes das praias. E se quiser comer mais barato ainda, existem outros restaurantes bem simples espalhados pela ilha. Paguei R$25 num PF e R$20 num pastel – mas sem qualidade, só pra matar fome mesmo. E tem mercadinhos, claroFarofeira sim: levamos muitas garrafas de vinho na mala. Não é permitido beber em muitas praias. Mas dá pra beber nos passeios de barco, na pousada, no pôr do sol… No blog vou contar mais detalhes. Agora se você me perguntar quanto gastei, não sei exatamente. Parei de contar na sexta margarita da primeira noite no Bar do Cachorro. Depois disso, só ressaca e cartão de crédito rolando… #AmandaViajaBrasil

Uma publicação compartilhada por Amanda Noventa (@amandanoventa) em

O que levar para Noronha

Noronha é um lugar sem frescura. E de ultimamente muitas celebridades andarem por lá, o lugar não ficou elitizado. Pode andar de chinelo, roupa de banho e um shorts à vontade. À noite o visual continua descontraído – rasteirinha, vestido leve e sem maquiagem. Liberte-se.

  • protetor solar
  • repelente (lá tem mosquito. Nem tudo é perfeito)
  • snorkel se você tiver (se não tiver, você consegue alugar lá por R$10)
  • goPro (é uma ótima oportunidade para usá-la)
  • rasteirinha
  • chinelo
  • roupas leves
  • garrafas de vinho na mala. Vai por mim e não tenha medo de ser farofeira porque bebida lá é caro – levamos várias garrafas de vinho que dá pra beber no barco, na pousada e em algumas praias (poucas – a maioria proíbe).

Onde ficar em Fernando de Noronha

Eu me hospedei numa pousada simples, mas boa (só o chuveiro era ruinzinho) chamada Dois Irmãos. O café da manhã era ótimo e muito farto e as pessoas que trabalham na pousada são muito simpáticas e prestativas. Veja aqui mais informações sobre a pousada.

E aqui uma lista completa que eu preparei de pousadas pra você se hospedar na ilha – das baratas até as carinhas.

Praia do Leão

Agências para contratar os passeios

A agência contratada por mim para fazer o passeio de barco pela ilha (até o Sancho + golfinhos) e o Aquasub foi a Primeiríssima – uma agência que era nova ainda na ilha e, portanto, tinha o preço um pouco melhor que as outras. No entanto me pareceu um pouco desorganizada: fizemos as reservas antes de chegar na ilha e na noite que chegamos demos uma passada lá só para saber se estava tudo ok e eles não haviam feito nossas reservas – quase que ficamos sem o passeio do dia seguinte. Outra coisa estranha foi que no segundo passeio que agendamos, era para eles terem nos pegado na pousada às 14h e só passaram às 16h porque o pneu havia furado duas vezes – o nosso passeio acabou sendo prejudicado por conta do horário que ia até o anoitecer. Neste segundo passeio meu namorado havia passado mal e não pôde ir – foi combinado com o guia um reembolso (que é de praxe da agência), mas no dia seguinte a agência disse que o guia nunca conversou com ela sobre isso.

Além da Primeiríssima, existem outras agências bem famosas lá: Noronha tour e Na Onda. Para fazer mergulho com cilindro, a mais famosa é a Atlantis Divers.

Preciso agendar os passeios com antecedência em Noronha?

Não precisa se desesperar, mas o ideal é que você chegue lá e já agende os seus passeios para que consiga fazer todos que você deseja.

Quais passeios fazer em Noronha com agência?

  • Passeio de barco + golfinhos: eu acho que esse é o primeiro passeio que você deve fazer. Chega lá e já agenda. Explico: o barco sai da praia do Porto e vai até a praia do Sancho (onde você pode mergulhar na água). E nesse percurso você vai passar por diversas praias importantes – o que te ajuda a entender melhor a ilha e saber em quais você deve ir depois. Ou seja, ele dá uma boa visão das praias que você deve ir. Os golfinhos aparecem no caminho; há 90% de chance de vê-los (mas não há garantias). Este passeio é feito pela manhã justamente por ser o horário de maior chance de ver os golfinhos. Você deve estar de volta na pousada ao meio-dia.
  • Aquasub ou Prancha sub (cada agência escolhe um nome): Eu fiz esse passeio porque haviam me dito que era muito legal. E era para ser legal mesmo se eu tivesse conseguido ver mais vida marinha. Funciona assim: você segura numa prancha e a lancha puxa você na água durante uns 15 minutos com o snorkel para ver a vida marinha lá embaixo. Mas no dia que eu fui, não vi nada – somente um cardume de peixes e um tubarãozinho num naufrágio. Após o episódio da prancha, o barco segue até a praia da Cacimba – lá você tira fotos com o dois irmãos, pode entrar no mar e aprecia o pôr-do-sol enquanto os barqueiros preparam um happy hour pra você.
  • Ilhatour: Vão tentar te vender esse passeio de qualquer jeito e já percebi que muita gente faz. Nada mais é do que rodar pela ilha com um guia (e muitas vezes com mais um monte de gente) que vai te explicando tudo sobre as praias. Mas como não gosto de ficar presa ao guia e a horários por muito tempo, eu e meus amigos acabamos optando por não fazer esse passeio. Ou melhor, acabamos optando por rodar a ilha toda por conta própria alugando um bug ou carro ou de táxi. Vai por mim: é possível fazer por conta própria e sem clima de excursão.

Trilha do Atalaia: agende chegando lá

A trilha do Atalaia te levar para algumas praias e piscinas naturais. As pessoas costumam fazer a trilha em duas horas e em grupos de no máximo 16 pessoas. É por isso que você tem que agendar com antecedência – o número de pessoas é limitado e é uma área com alta preservação. Por exemplo, cada pessoa pode passar no máximo 30 minutos nas piscinas naturais, com fiscais monitorando e tudo.

É possível fazer a “trilha da Atalaia longa”, que leva em torno de 3h30 e com mais duas piscinas naturais. A trilha começa no portão do Atalaia, próximo a Vila Trinta e termina no portinho, mas tudo com guia e com agendamento de acordo com a maré.

Para agendar: Vá até o escritório do ICMBIO para agendar o horário assim que chegar em Noronha. Eu demorei pra ir e não consegui fazer a tempo.

Onde ver o pôr do sol em Noronha

O pôr do sol é uma das grandes atrações do lugar. Tenho certeza de que de 10 fotos que você viu, pelo menos 5 eram do pôr do sol. E a boa noticia é que existem vários lugares legais para curtir esse momento:

Horário do pôr do sol em Noronha: pode variar, mas em gira em torno das 18h30. Chegue nos lugares antes disso para estar lá na hora do show.

  • Forte do Boldró
  • Bar do Meio (ou praia do Meio se não quiser gastar no bar)
  • Praia do Porto (onde você pode chegar no restaurante Mergulhão para tomar um drink para acompanhar o momento)
  • Praia do Bode
  • Capela de São Pedro
Noronha
Pôr do sol no forte do Boldró

Roteiro: o que fazer em Fernando de Noronha em 4 dias

DIA 1

  • manhã: Comece a manhã fazendo o passeio de barco que sai da praia do Porto e vai até o Sancho, com vista dos golfinhos no meio do caminho. Esse passeio te dará uma dimensão de quais são as principais praias da ilha pra você conhecer depois.
  • tarde: escolha uma praia para visitar, ficar e descansar. Sugestão: Cacimba. Quando estiver próximo do horário do pôr-do-sol, vá para o Forte do Boldró assistir ao espetáculo.
  • noite: jantarzinho no Xica da Silva pra começar. Que tal?

DIA 2

  • manhã: aproveite o dia para fazer um tour por um dos lados da ilha ilha, alugando um buggy ou indo de táxi. Sugestão: Sancho e praias vizinhas
  • tarde: você pode continuar o seu tour pela ilha e optar por ficar tranquilo em uma delas.
  • noite: fim de tarde e anoitecer no Bar do Meio. Lá dá pra ver um belo pôr do sol, curtir uma música e jantar

DIA 3

  • manhã: passe na Praia do Leão para conhecer e em seguida vá até a praia vizinha, Sueste, para mergulhar com snorkel (lá no local você encontra equipamento para alugar em torno de R$10). O melhor horário para ver os peixes e tubarão é pela manhã.
  • tarde: faça o Aquasub. Nesse passeio você vai poder ver o pôr do sol do mar.
  • noite: jantar tranquilo no Varanda

DIA 4

  • manhã: trilha do Atalaia (tem que reservar com antecedência)
  • tarde: descansar em alguma praia
  • noite: jantar no Bistrô da Cacimba

Veja aqui outros posts de Noronha

Onde ficar em Noronha: barato e melhores pousada

Como viajar a Noronha gastando pouco

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
AIRBNB
ganhe R$100
HOTÉIS
hostels, pousadas
CHIP DE CELULAR
internet ilimitada
PASSAGENS AÉREAS
em até 10x
ALUGUEL DE CARRO
sem IOF, em até 12x

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*