Sobre ter uma vida incrível

Com certa frequência recebo uma mensagem de alguém dizendo o quanto a minha vida é legal, incrível.

São sempre mensagens carinhosas e que eu encaro como um reconhecimento de dois anos de trabalho escrevendo-viajando-escrevendo-viajando. Mas confesso que às vezes tenho medo de estar passando uma impressão de que a vida só é boa e feliz se você viver pra viajar. E eu já postei aqui uma ideia que compartilho de que a única saída para a felicidade não está no aeroporto.

Mas o que eu quero dizer, na verdade, é que a minha vida deve ser bastante parecida com a sua: eu tenho conta pra pagar, gosto de ter a minha casa com os meus livros, trabalho bastante, já fiz o pacote completo de estudos (graduação, intercâmbio, trainee, MBA), ando de busão e também fico pensando todos os dias em como ter mais dinheiro fazendo o que eu gosto e com mais qualidade de vida.

Você pode achar que a diferença é que eu viajo bastante. Mas não é impossível que você também faça o mesmo. É por isso que no blog eu estou sempre tratando dessas questões de quem tem uma vida normal e quer viajar: como economizar dinheiro, como arranjar tempo para viajar, quebrar as convenções sociais, etc. Tudo para você viajar o máximo que puder.

Mas o que eu quero mesmo nesse texto é falar sobre a nossa vida incrível. E, no meu caso, viajar é só uma parte dela.

Primeiro é preciso entender que…

O que é incrível pra mim, não é necessariamente incrível pra você.

Meu irmão está se formando em engenharia e conseguiu um estágio numa grande multinacional com chances de ser efetivado. Isso é ser incrível pra ele agora. Uma leitora me escreveu outro dia contando que apesar de suas limitações físicas e psicológicas, ela conseguiu fazer uma viagem sozinha de ônibus de uma cidade à outra. Isso é ser incrível pra ela. Um amigo está se sentindo incrível, pois a empresa em que trabalha o reconheceu como um dos melhores funcionários e o enviou para uma temporada de estudo e trabalho em Singapura. Uma amiga descobriu que está grávida enquanto fazia testes para iniciar um tratamento de inseminação artificial, está se sentindo incrível porque finalmente será mãe.

Entende como ser incrível é muito relativo e particular?

Por que eu acho a minha vida incrível

Eu poderia ficar aqui filosofando sobre apreciar as coisas simples da vida e toda aquela filosofia de reconhecer as pequenas felicidades do dia-a-dia. Mas a maior verdade de todas é que eu tenho um propósito de vida: chegar à noite em casa e ter que escrever um texto. E isso é o que faz com que eu me sinta incrível. Algo muito, muito simples que faz toda a diferença. Agora mesmo estou sentada à mesa de jantar do meu apêzinho, com um caderno de anotações, um prato de sopa e TV ligada com alguém falando. Nada glamoroso, mas que faz com a que a minha vida passe de “apenas ver TV à noite em casa” para “puxa, como a minha vida é incrível!!!”.

As viagens também têm participação no incrível que é a minha vida – não quero que você pense que sou ingrata. Mas é que só viajando talvez eu não fosse tão realizada quanto escrevendo também. Eu já viajava bastante antes de escrever e não achava a minha vida incrível (a não ser durante a viagem). O que fez da minha vida integralmente incrível foi quando eu comecei a escrever sobre elas. É procurar cada palavra certa para expressar, é pesquisar sobre o assunto, é ler livros para me tornar uma escritora melhor; é estudar literatura, gramática e ver como bons escritores fazem; é achar que não basta escrever, tem que escrever bem.

Desculpe decepcionar vocês, Brasil. Chegar em casa e escrever provavelmente não tenha a mínima graça pra você e talvez seja melhor assistir Netflix (que eu também adoro).

A vida não é um post de blog de viagem

Somos bombardeados o tempo todo com posts e mensagens de que você tem que largar tudo para viajar, que pagar contas não é vida, que se fulano viajou com R$30 por dia você também pode, etc. Digamos que eu seja uma blogueira mais pé no chão. Eu acredito sim que viajar possa ter um poder transformador de autoconhecimento, terapia e alegria. Mas não gosto de transformar e pregar isso como “largue tudo e viaje agora porque isso é a melhor coisa da vida”. Eu sei que na vida real tem gente que não pode largar tudo, sei que tem pessoas que adoram viajar, mas também adoram cuidar de sua própria casa e família; sei que tem gente que ainda precisar estudar e almeja uma carreira de sucesso, sei que tem gente que simplesmente não consegue juntar uma grana pra ficar um ano viajando. E a realidade é assim: todos têm direito ao prazer de viajar e fazê-lo da maneira que é possível dentro da sua própria vida. Seja viajando um mês, um ano, fazendo intercâmbio, sendo nômade digital, com família, sozinho… não importa (e é isso que eu gosto de mostrar nos meus textos).

Você sendo incrível

Considerando que sentir-se incrível é como se sentir-se bem sucedido em seja lá o que for, vejo o que o filósofo moderno Alain de Botton explica em uma de suas palestras:

“Uma das coisas interessantes sobre sucesso é que achamos que sabemos o que isso significa. Mas muitas vezes nossa ideia sobre o que é ter uma vida de sucesso não é nossa. E sim copiada de outras pessoas (…) da televisão, da publicidade, etc. São forças enormes que definem o que queremos e como enxergamos a nós mesmos. O que eu quero dizer com isso não é que devemos deixar de lado nossas ideias do que é o sucesso, mas devemos ter certeza de que elas são nossas ideias mesmo. Que somos de verdade os autores das nossas ambições. Porque já é bem ruim não conseguir o que você quer, mas é pior ainda ter uma ideia do que você quer e descobrir no fim da jornada que, na verdade, não é o que você realmente sempre quis”.

Não importa o que dizem os blogs sensacionalistas de viagem, bem-estar ou qualquer outra coisa. Ser incrível é algo tão seu, tão único, que quando você descobrir o que faz da sua vida incrível, vai sentir que jamais poderia ter copiado de algum padrão estabelecido de felicidade ou estilo de vida.

Imagem: Lobo

 

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
CHIP DE CELULAR
internet ilimitada
HOTÉIS
hostels, pousadas
 PASSAGENS AÉREAS
em até 10x
ALUGUEL DE CARRO
sem IOF, em até 12x
AIRBNB
ganhe R$130

One Comment

  1. Muito legal esse seu texto sobre “uma vida incrível”. Principalmente por causa das redes sociais, temos a impressão de que a maioria das pessoas tem somente momentos incríveis na vida. Acabo de refletir sobre o que é incrível pra mim: estar numa viagem, aproveitar momentos com minhas filhas e até caminhar pelas ruas de São Paulo olhando os prédios, comércio. Bater um bom papo com meu esposo ouvindo música e tomando um vinho. Coisas simples mas que nos revigoram 🙂

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*