Como é se hospedar no Txai Itacaré na Bahia

Lembrar do Txai enquanto escrevo esse post é quase uma tortura visto que estou em São Paulo rodeada de prédios e pessoas. O Txai é um universo paralelo nesse sentido – praia praticamente deserta, silêncio por onde quer que você vá e uma brisa constante que ameniza o calor baiano. Abaixo você encontra o meu relato de como foi a minha estadia por lá.

Um mar de coqueiros pelo Txai. Um sonho!

 

Para quem é o Txai

A maioria das pessoas que eu vi eram casais, mas vi algumas famílias também. O Txai não é um resort com entretenimento infantil, por exemplo, mas há uma piscina rasinha para as crianças.

Vou falar do meu ponto de vista como casal – é praticamente uma lua-de-mel. Apesar de ter ido numa semana onde um casamento aconteceria e supostamente o hotel estaria lotado, tudo parecia muito exclusivo e com silêncio. É um lugar para relaxar sem medo.

Para chegar no Txai

Pegamos um voo de São Paulo para Ilhéus, a uma hora de Itacaré (é possível pegar um voo para Salvador, alugar um carro e ir – porém são 400km de estrada, em torno de 6 horas dirigindo). No aeroporto de Ilhéus é possível utilizar o serviço de transfer do hotel (agende com antecedência) ou pegar um táxi até o local.

Nós fomos com o transfer do hotel e super aprovamos.

Como são os bangalôs

Localização

Eu fiquei no bangalô 14 – superior praia e me apaixonei. São 60m2 construídos sobre um deck de madeira suspenso, uma varanda privativa e um chuveiro externo.

É super bem localizado: a 50 m da praia (dá pra ver um pouco do mar do bangalô), ao lado da piscina e restaurante de almoço. O txai é bem grande, então é importante você ter uma noção de onde ficará hospedado. Não há bangalô ruim no Txai – mesmo os que ficam mais distantes da praia e piscina tem a sua vantagem de ter a vista maravilhosa do mar lá de cima (ou com piscina privativa). Não querer andar também não é um problema visto que você pode chamar por um carrinho para levá-los até outros lugares.

Mas se fosse para voltar, escolheria novamente ficar na região do bangalô 14. No site você encontra um mapa para conseguir localizar onde fica cada um deles.

Por dentro

O meu bangalô era um sonho. Super confortável e com janelas por todos os lados para que você não perdesse a vista incrível do mar e das centenas de coqueiro. A cama tem um mosqueteiro mas que nem precisamos usar – não tinha mosquito nenhum dentro do nosso quarto. E o toque especial fica com os dois chuveiros externos, onde você toma banho de frente para um jardim.

O quarto também possui ar condicionado, uma TV LCD, máquina e cápsulas nespresso, minibar com guloseimas e bebidas, secador, ferro de passar roupa, shampoo, sabonete e outros itens L’occitane.

Foto: booking.com

As instalações do hotel

Uma piscina de se apaixonar, rodeada por coqueiros e com várias espreguiçadeiras em volta se você quiser ficar por ali. Eu revezava entre mar e piscina já que os dois são próximos. Optei por ficar deitada de frente para o mar e para refrescar ia até a piscina com temperatura agradabilíssima (bate sol ali quase o dia todo).

O restaurante próximo à piscina é somente para almoço. Todos os dias tem o prato do dia, mas você pode escolher qualquer outra opção do cardápio (em torno de R$60). Uma coisa imperdível: a cocada mole servida como cortesia todos os dias. Um sonho!

À noite, o jantar é em outro restaurante com um clima romântico no jardim e à luz de velas. O hotel também disponibiliza uma van que sai às 19h para o centrinho de Itacaré e retorna às 23h.

O café-da-manhã incluso nas diárias acontece no mesmo restaurante onde é o jantar e há muitas opções para esta refeição. Além de muitos pães, queijos e frutas você tem a opção pedir uma tapioca e ovos a serem preparados do jeito que você gosta. Não deixe de experimentar o bolo de mel e cacau – delicioso. Aliás, você vai encontrar vários outros doces muito bons feitos de cacau.

Também aproveitei para utilizar as esteiras da academia, que é básica mas atende às necessidades. Uma corridinha na praia também é uma boa pedida.

O spa Shamash

Quase que eu deixo de lado o spa e perco uma das vistas mais lindas desse lugar. O Shamash fica bem lá no alto com uma piscina de borda infinita que você pode utilizar e também um espaço para tomar sol. Não agende a sua massagem para muito tarde senão você perde a vista do alto para o mar.

A massagem de uma hora foi maravilhosa. Agendamos para o casal e Pedro saiu dizendo que foi a melhor que ele já fez na vida. O preço é um pouco salgado (R$275/pessoa), porém dentro do que os hotéis de luxo costumam cobrar.

Txai Tartaruga

De dezembro a abril você pode observar a desova das tartarugas bem ali na praia. O Txaitartaruga é um projeto de monitoramento e manejo das tartarugas da região, desenvolvido em parceria com a UESC – BA e com o projeto Tamar.

Veja outras informações e reservas pelo site: https://www.txairesorts.com

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
HOTÉIS
hostels, pousadas
AIRBNB
ganhe R$130
 ALUGUEL DE CARRO
sem IOF, em até 12x