Os melhores lugares para viajar em dezembro no Brasil e no exterior

Dezembro é um mês difícil de viajar. Apesar de os primeiros 20 dias serem mais tranquilos, não tem para onde correr nos recessos de natal e ano novo: todo mundo está de férias ao mesmo tempo. Por isso, a maioria dos destinos fica lotado e, consequentemente, caríssimo. Mas, em contrapartida o clima está ótimo em várias regiões — se não tem jeito, a saída é se organizar com antecedência. Veja as nossas dicas para viajar em dezembro no Brasil e no exterior.

Viajar em dezembro no Brasil

NORDESTE

O nordeste do país está com o clima perfeito para quem curte praia: seco e quente. O destaque vai para o estado do Ceará: além da agitada capital Fortaleza, é possível visitar o Beach Park, as falésias coloridas de Canoa Quebrada, e emendar o passeio com Jericoacoara, paraíso cheio de lagoas transparentes e praias maravilhosas; Juazeiro do Norte que, além de ser um centro religioso, tem um parque aquático e grutas de quase 100 milhões de anos; e a cidade de Barbalha, cheia de opções de ecoturismo e nove sítios geológicos e paleontológicos (já foram encontrados fósseis de dinossauros na região).

LITORAL DE SP/RIO E CHAPADAS

No litoral norte de São Paulo (Maresias, Ilhabela, São Sebastião, Guarujá e Ubatuba) e sul do Rio de Janeiro (Paraty, Ilha Grande, Angra dos Reis e Trindade), costuma chover, mas nada que abale milhares de paulistas que lotam a região à procura de uma praia para curtir o fim do ano. Também chove (mas ninguém se importa) em Bonito, no Mato Grosso do Sul, e nas chapadas — a melhor opção é a chapada Diamantina, onde as cachoeiras estão mais cheias e a água está mais quente, mas tome cuidado com as trilhas, que ficam escorregadias.

NO SUL

Na costa da região sul, uma boa opção é Garopaba. Conhecida por ser uma cidade com praias interessantes para os surfistas, mas com várias opções mais calmas para famílias, Garopaba fica perto de algumas comunidades de pescadores, tem dunas para a prática de sandboard, e até algumas cachoeiras. Perto dali, na Praia do Rosa, o turista pode ter uma experiência mais roots: a maioria das pousadas é sustentável, não há agências bancárias, o centro deve ser explorado a pé.

Se você não gosta de calor e não se importa muito com destinos cheios, é uma época interessante para visitar Gramado, onde está friozinho e acontece o Natal Luz. Eu já passei o réveillon lá e lembro de uma neblina no ar, friozinho e clima propício para quem gosta de um Natal de inverno. A festa conta com shows, apresentações teatrais, espetáculos, paradas e concertos (pagos e gratuitos) para deixar o turista, definitivamente, em clima natalino. Para baratear a experiência, vale comprar os ingressos com antecedência (costumam começar a ser vendidos em agosto) e optar por um hotel mais distante, na cidade de Canela (veja aqui algumas opções).

Viajar em dezembro no exterior

INVERNO

Um dos eventos mais emocionantes do mês de dezembro é o natal e, para a sorte do viajante, é a época perfeita para conhecer os famosos mercados natalinos da Europa e de Montreal. Faz frio? Faz frio. Mas um copo de vinho quente nas mãos, vários casacos e muita disposição são ingredientes perfeitos para conhecer as feiras, que contam com todo tipo de decoração possível, comidas típicas e atrações para entreter toda a família. Os mercados mais famosos são os da Alemanha (Berlim, Munique, Colônia, Frankfurt e Lübeck são os maiores), mas é possível encontrá-los também em Viena, BudapesteEstrasburgo (França), Bélgica, Letônia e até na Itália.

Para viajar em dezembro com crianças a Lapônia pode ser um bom destino: é a terra do papai noel. A região da Finlândia é conhecida como a casa do bom velhinho e a sua residência oficial fica na cidade de Rovaniemi. Lá, é possível conhecer a casa, participar de oficinas de brinquedos e fazer algumas compras temáticas. Se prepare para passar frio: não é o polo norte, mas as temperaturas podem chegar a 30 graus negativos. Ainda nesta área e nos países vizinhos como Suécia e Noruega, também começa a temporada de aurora boreal — aproveite para presenciar o impressionante espetáculo da natureza.

Ainda no mood congelado, dezembro já é uma boa época para esquiar e as maiores estações de esqui já devem estar a todo vapor. Na América do Norte, Park City e Aspen são alguns dos destinos mais procurados. Para evitar os preços astronômicos, a dica é optar por estados menos populares e montanhas menores. Boas opções são Minnesota, Dakota do Norte e até o estado de Nova York – mas segura esse friozão!

O tempo também está congelante na China, Coreia, Japão e Nepal, dificultando um pouco passeios ao ar livre. Já no sudeste asiático, é altíssima temporada, faz calor e quase não chove. Perfeito para viajar em dezembro.

Ainda no hemisfério norte, é uma boa oportunidade para conhecer os países do Oriente Médio, que passam pelo inverno e as temperaturas estão menos altas do que o habitual. Já no Havaí, é época de ondas gigantes e acontece uma etapa do Campeonato Mundial de Surf, juntando esportistas do mundo inteiro.

VERÃO

Na América do Sul, a maioria dos destinos já está bom para passeio, inclusive Punta del Este, no Uruguai, que já está quente e mais agradável. O tempo só não ajuda o viajante no o Peru e na Bolívia, que passam pela época de chuvas — as tempestades podem estragar o passeio, inclusive em Machu Picchu, onde grupos de turistas já ficaram ilhados e precisaram de resgate por conta da água (lembra disso?)

Com o fim da temporada de furacões, o Caribe e os países da América Central voltam a ser um destino interessante para viajar em dezembro se você gosta de praia. Uma boa opção é optar por um cruzeiro no início de dezembro, quando os preços são mais módicos. As Bahamas, Jamaica, Ilhas Cayman, St. Maarten, Porto Rico, Belize e o litoral mexicano costumam estar na rota dos enormes navios. Esse tipo de viagem é ideal para quem tem pouco tempo, mas quer visitar o maior número de destinos possíveis — é importante lembrar que barcos enormes só param em locais com infraestrutura (nada de ilhas desertas e paradisíacas) e alguns países exigem vacina contra a febre amarela, que deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da viagem.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Amanda Noventa (@amandanoventa) em

 

Na África, apesar do calor, não é a melhor época para safáris, mas ainda é possível avistar os animais típicos do continente na Tanzânia e no Quênia. O tempo está ótimo em Cape Town e na Garden Route, e as ilhas do Oceano Índico (Ilhas Maurício, Maldivas e Seychelles, por exemplo), estão liberadas.

Na Austrália e Nova Zelândia faz calor como no Brasil, e o período é ideal para visitar as muitas praias das ilhas da região.

 

DICA AMIGA: para fugir dos altos preços se quiser viajar em dezembro, opte por lugares menos badalados. Por exemplo: Punta del Este vai estar cheio; nos Estados Unidos, evite Nova York que fica muito lotado e caro (dica de quem já passou Natal e réveillon lá) e aposte na Califórnia; e no Caribe, as festas de réveillon acontecem nos resorts, que costumam ser mais caros.

 

VEJA OS OUTROS MESES DO ANO

JANEIRO   FEVEREIRO   MARÇO    ABRIL    MAIO    JUNHO

JULHO    AGOSTO    SETEMBRO    OUTUBRO    NOVEMBRO    DEZEMBRO

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM todos com desconto CHIP DE CELULAR internet ilimitadaHOTÉIS hostels, pousadasAIRBNB ganhe R$179