Author - Amanda Noventa

city landscape photography during daytime

Viagem a Portugal

Lisboa é, no imaginário do turista brasileiro, o retrato de Portugal. É certo que a cidade é bem pitoresca e vale a visita, mas o país não “está todo entre a Arcada e S. Bento”, como escrevia Eça de Queirós no século XIX. E claro que fica mais fácil sair do avião no aeroporto de Lisboa e tornar a entrar, mas vale a pena pegar outros transportes e conhecer um pouco mais do “país irmão”.

Oeste

Logo acima de Lisboa, a cerca de uma hora de automóvel pela autoestrada A8, tem a região Oeste; pouco falada nos guias turísticos, mas cheia de surpresas. Comece por Mafra, com seu palácio barroco a lembrar Ouro Preto e que é personagem principal do romance “Memorial do Convento” de José Saramago. Continue para Óbidos, vila medieval que conserva não só as casas antigas mas também a muralha defensiva de há vários séculos. Em Alcobaça se encontra um magnífico mosteiro do século XII, remodelado e aumentado ao longo de séculos e tombado como Património da Humanidade pela Unesco.

green leaf plant under blue sky
A cidade medieval de Óbidos

Algarve

A mais famosa zona turística de Portugal não tem apenas praias incríveis. Aqui você encontra restaurantes com a melhor gastronomia portuguesa, campos de golfe de alta qualidade e três estabelecimentos de cassino, onde pode encontrar jogos da roleta, blackjack e outros. Sim, os jogos de cassino são legais em Portugal, ao contrário do Brasil. No chamado “Triângulo Dourado”, perto de Faro, se encontram alguns dos melhores aldeamentos turísticos do país. A Quinta do Lago começou a ser construída na década de 60 por iniciativa do famoso empresário brasileiro André Jordan. Se procurar bem, encontrará por lá a Rua Ayrton Senna; uma homenagem local a nosso tricampeão, que chegou a ser proprietário de uma casa aí, onde se recolhia durante a temporada esportiva na Europa.

rock formation at sea
Algarve

Serra da Estrela

Dos grandes países do mundo, o Brasil será talvez o menos montanhoso. A América do Sul “reservou” o privilégio da alta montanha para a cordilheira andina. Nossa cidade mais alta, Campos do Jordão, está apenas a 1600 metros de altitude.  A Europa não é assim. Portugal, do tamanho do Pernambuco, permite a você subir de carro até os quase 2000 metros de altitude na Serra da Estrela. Se for no inverno europeu, entre dezembro e março, tem boas hipóteses de encontrar neve. No mais, a Serra da Estrela esconde vários segredos incríveis, como a linda aldeia serrana de Loriga ou o Vale Glaciar do Rio Zêzere, formado nos últimos períodos de glaciação de nosso planeta. 

person holding black and gray dslr camera
Serra da Estrela

Porto

O escritor português Miguel Esteves Cardoso diz que a região Norte não fala de si mesma “para se separar de Portugal, mas para se separar do resto de Portugal”. Porque “o Norte é onde Portugal começa”. E o melhor local para você perceber o caráter franco, hospitaleiro, aberto e sincero do povo do Norte de Portugal é em sua “capital”, o Porto (assim mesmo, como “o Recife”). No Porto você deve subir a Torre dos Clérigos, descer as ruas medievais até à Ribeira e contemplar toda essa imensa e única paisagem urbana desde o parque urbano dos jardins do Palácio de Cristal.

city houses and buildings near river under blue sky
Porto

Açores

As ilhas dos Açores são conhecidas por serem origem de colonos e imigrantes do Sul, em especial de Santa Catarina. Ali se encontra a montanha mais alta de Portugal, na ilha do Pico; um café onde param velejadores de todo o oceano Atlântico, na ilha do Faial; e duas lagoas com águas de cores diferentes ocupando as crateras de antigos vulcões, na ilha de São Miguel. E isso é só uma pequena amostra do que é possível encontrar nesse arquipélago incrível, com 9 ilhas tão diferentes entre si, unidas por um clima atlântico, ameno durante todo o ano.

silhouette of people on body of water during sunrise
Açores

Conteúdo patrocinado e escrito por parceiros.

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

[button link=”http://www.segurospromo.com.br/p/amandaviaja/parceiro?tt=resolvasuaviagem” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]SEGURO VIAGEM todos com desconto[/button] [button link=”https://www.viajeconectado.com/?utm_medium=parceirospromo&pcrid=558&utm_source=site-blog&ref=parceirospromo&pcrtt=resolva sua viagem” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]CHIP DE CELULAR internet ilimitada[/button] [button link=”https://www.booking.com/index.html?aid=1208348” icon=”home” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]HOTÉIS hostels, pousadas[/button] [button link=”http://www.airbnb.com.br/c/anoventa” icon=”star” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]AIRBNB ganhe R$200[/button]

Onde ficar em Salvador: bairros e melhores hotéis

Já que você está procurando onde ficar em Salvador, eu tenho uma ótima notícia! A cidade tem ótimos hotéis, pousadas e tudo bem cheio de personalidade baiana. Neste post separamos algumas das melhores opções para diferentes gostos e bolsos. Dá uma olhada…

Onde ficar em Salvador: melhores bairros

RIO VERMELHO. Considerado o lugar mais legal para ficar em Salvador. Fica super bem localizado e com fácil acesso ao resto da cidade. Além disso, ali você encontra vários hotéis legais, bares e restaurantes.

PELOURINHO. É legal ficar no Pelourinho. O único problema é que é chato de chegar e sair. De qualquer maneira, se você tem a intenção de ir para Itaparica ou Morro de São Paulo, ali você vai estar mais perto do embarque das lanchas que levam pra lá. No Pelourinho você também encontra várias opções de restaurantes mais baratos.

BARRA. Ali você estará perto das duas melhores praias de Salvador – Farol da Barra e Porto da Barra. Ainda assim, recomendamos a hospedagem no Rio Vermelho.

Escolha onde ficar em Salvador através do mapa:

Booking.com  

Onde ficar em Salvador: hotéis

  • $ Barato
  • $$ Médio
  • $$$ Luxo

Hotéis no Rio Vermelho

Zank by Toque $$

É um hotel boutique bem charmoso numa casa centenária e restaurada. Dá para ir caminhando pra beira-mar do Rio Vermelho, super bem localizado. No hotel também há um restaurante muito bom. Na dúvida sobre onde ficar em Salvador e querendo algo de ótima qualidade, esse é o hotel.

Veja mais informações de preço e disponibilidade.

 

Catharina Paraguaçu $

Apesar de ser um casarão antigo, o hotel é um charme e já bem conhecido na região. Além disso, é super bem localizado e tem um ótimo atendimento. Talvez o único ponto positivo é que não há restaurante e os quartos precisariam de uma modernizada. Mas ainda assim, é um ótimo hotel.

Veja mais informações de preço e disponibilidade.

 

 

Pelourinho

Hotel Casa do Amarelindo (melhor vista) $$

O hotel fica numa mansão colonial do século XIX no Pelourinho, de frente para a Baía de Todos os Santos – uma super vista. As acomodações são de luxo com varanda, uma piscina na cobertura, um terraço panorâmico e WiFi gratuito. Há também um bar onde você encontra tapas (petiscos) brasileiros e coquetéis exóticos preparados na hora. Além disso, pratos das cozinhas regional e internacional são servidos à noite. É uma ótima opção se você pretende ficar no Pelourinho.

Veja mais informações de preço e disponibilidade.

 

Pousada Bahia Pelô $$

Localizada numa área tranquila do Pelourinho, essa pousada 3 estrelas é mais simples mas não deixa de ser aconchegante. Está super bem cotada pelos hóspedes que já ficaram lá, com nota 9,4 no booking. Todos os quartos da pousada dispõem de ar-condicionado, TV de tela plana e banheiro privativo com secador de cabelo. A Pousada Bahia Pelô oferece WiFi gratuito em todas as áreas.

Veja mais informações de preços e disponibilidade.  

Villa Bahia $$

Um hotel boutique localizado no centro histórico de Salvador em 2 casas coloniais tradicionais, que inclui um terraço com vista panorâmica do Pelourinho. Também tem piscina restaurante e os quartos foram reformados e modernizados. Vale a pena conferir mais informações.

Veja mais informações de preço e disponibilidade.

 

Fera $$$

Hotel belíssimo e de luxo, é para quem realmente deseja fazer da hospedagem em Salvador bem especial. Além do hotel ser excelente, ele fica super bem localizado – a 200 metros do Elevador Lacerda e a 300 metros do Mercado Modelo.

Veja mais informações sobre preço e disponibilidade.

 

Praça Castro Alves

Fasano $$$

Hotel Fasano com padrão de luxo Fasano. Aqui em Salvador, particularmente, ele se destaca por manter a personalidade da cidade na decoração mas sem forçar a barra. Quem procura uma hospedagem de luxo e com charme baiano, não vai se arrepender.

Veja mais informações de preços e disponibilidade.  

VEJA TODOS OS POSTS DA BAHIA

O que fazer em Salvador: as dicas imperdíveis para o seu roteiro

O que fazer em Arraial d’Ajuda: praias, pousadas e dicas completas

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

[button link=”http://www.segurospromo.com.br/p/amandaviaja/parceiro?tt=resolvasuaviagem” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]SEGURO VIAGEM todos com desconto[/button] [button link=”https://www.viajeconectado.com/?utm_medium=parceirospromo&pcrid=558&utm_source=site-blog&ref=parceirospromo&pcrtt=resolva sua viagem” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]CHIP DE CELULAR internet ilimitada[/button] [button link=”https://www.booking.com/index.html?aid=1208348” icon=”home” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]HOTÉIS hostels, pousadas[/button] [button link=”http://www.airbnb.com.br/c/anoventa” icon=”star” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]AIRBNB ganhe R$179[/button]

O que fazer em Cunha, SP: guia completo com os melhores passeios

Localizada a 250 km de São Paulo e a 50 km de Paraty, Cunha é uma ótima opção de lugar para descansar nas montanhas. Fui passar o réveillon isolada numa casa da região e acabei descobrindo várias coisinhas na cidade. Para você saber o que fazer em Cunha, preparei esse guia abaixo cheio de dicas.

Hospedagem em Cunha: hotéis e pousadas

Quando eu fui, aluguei uma casa no Airbnb bem isolada na montanha com alguns amigos. Mas existem várias opções de hotéis e pousadas para se hospedar na cidade e, geralmente, fazem a linha mais aconchegante, mas sem ser luxuosa.

Eu gosto mais da ideia de ficar em uma casa em Cunha, então coloquei uma opção legal pra você aí embaixo e também as melhores pousadas da cidade. Dá uma olhada:

Essa é a vista da casa onde eu fiquei:

 
 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Amanda Noventa (@amandanoventa)

[button link=”https://www.booking.com/searchresults.xb.html?city=-659504&aid=1208348&no_rooms=1&group_adults=2″ icon=”hand-o-right” color=”green” window=”yes”]Outras opções de pousadas em Cunha[/button]

O que fazer em Cunha: passeios e atrações

Visitar os campos de lavanda

Vamos começar alinhando as expectativas – não é como um campo de lavanda da França. Mas vale a pena visitar o Lavandário. O lugar é bonito, bem cuidado e tem uma vista linda (quem vai no pôr do sol pode ter uma experiência ainda mais legal).

Não é permitido andar pelo campo, somente por um caminho construído. Há também uma lojinha pra você comprar alguns produtos feitos de lavanda. A entrada custou R$15 (preço referente a dez/20). É outro lugar que dizem ser até mais bonito para ver um campo de lavanda é o Contemplário. Fomos até lá, mas estava fechado.

O Lavandário

Café Capril

Encontramos esse café super fofo cheio de produtos de leite de cabra. Dá pra ver os filhotes de cabritinhos logo na entrada e depois comer um pão de queijo de cabra, um bolinho e comprar umas coisas na lojinha. Bom programa também para um dia de chuva em Cunha.

Conhecer as lojas de cerâmicas

Cunha é conhecida como a Cidade das Cerâmicas. Então é bem interessante você conhecer os ateliês e artesãos locais. Eu visitei o Atelier Suenaga & Jardineiro, que é um dos mais conhecidos da cidade. As peças não são baratas, mas vale a pena conhecer.

O atelier é bem bonito e com bastante variedade. O site oficial de turismo de Cunha possui uma lista completa de ateliers da cidade. Pra ter um mix de vários artesãos da região, é legal passar na Casa do Artesão. Abaixo você encontra outros ateliers bem conhecidos:

  • Arte Noborigama
  • Terra da Cerâmica
  • Ateliê Mieko e Mario

 

Trilhas e Cachoeiras em Cunha

Tá cheio de rio e quedas d’água na região de Cunha. Muita coisa escondida entre as montanhas. As principais cachoeiras são:

Cachoeira do Pimenta

Como ela fica ao lado da antiga Usina Hidrelétrica, tem umas quedas d’água bem legais pra banho. O acesso é bem fácil e fica na Estrada do Monjolo – 4 km de asfalto + 10 km de terra (cascalho e calçamento nos trechos íngremes).

Cachoeira do Desterro

Essa tem duas quedas d’água e uma lagoa boa pra nadar mas nem tão segura. É bom ter experiência. Para acessar, precisa prestar atenção. A localização é na Estrada do Monjolo – 4 km de asfalto + 8 km de terra (cascalho e calçamento nos trechos íngremes).

No km 11 da estrada, fique atento à placa que indica a subida à esquerda com calçamento. Dentro da porteira, o estacionamento fica próximo aos bambuzais. A pé, percorre-se aproximadamente 300m até a cachoeira.

Pedra da Macela

Outro ponto turístico super importante na região de Cunha. É famoso porque no pico, com 1840 m de altitude você consegue ver Paraty, a baía de Ilha Grande e parte de Angra dos Reis. Pra chegar lá tem que percorrer a pé 2 km em subida íngreme mas estrada asfaltada. Por isso é bom ter em mente que não vale o esforço se o dia estiver com neblina. Lá em cima também não tem banheiro nem alimentação.

Acesso: Percorrer a Rodovia Cunha – Paraty até o km 66, sair à esquerda e após 5 km chega-se à porteira que dá acesso à caminhada até o pico.

Pedra da Macela Foto: Wikipedia

Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Cunha

A parte do extremo norte do parque pertence a Cunha e é uma área de matas nebulares, com árvores gigantes como araucária, cedro, ipê, peroba, etc. A floresta também preserva mananciais importantes para o abastecimento de água da região. O parque também abriga alguns animais em extinção e várias cachoeiras.

Chegando na sede do parque, há uma recepção ao visitante com algumas explicações. Acesso: No km 56,5 da Rodovia Cunha – Paraty, seguir a placa à direita que leva à Estrada da Paraíbuna, de terra e com cascalho e calçamentos nos trechos íngremes. A entrada do Parque está no km 20 dessa estrada. Trilhas da Serra do Mar:

  • Trilha do Rio Paraíbuna: 1.700 m de extensão, auto guiada e aberta permanentemente à visitação.
  • Trilha do Rio Bonito: com 7.700 m de extensão, e que necessita de guia.
  • Trilha das Cachoeiras: com 14.400 m de extensão, e que necessita de guia.

O que fazer em Cunha no inverno

Pode fazer bastante frio em Cunha no inverno, atingindo temperaturas em torno de 4 graus. Eu adoro! Mas recomendo escolher uma hospedagem bem aconchegante, quem sabe com uma lareira… Mas existe um calendário de festas bem legais no inverno, incluindo:

  • Festa do Pinhão: abril a maio
  • Festa Junina: junho
  • Festival de Inverno: julho

O que fazer em Cunha em 1 dia

Com apenas 1 dia em Cunha, eu aproveitaria para ir no Lavandário conhecer as típicas lavandas da região + visita a um atelier de cerâmica + tomar um café no Capril. Dessa maneira você contempla as principais atrações de Cunha – e são programas leves e rápidos, dá pra fazer com calma.

O que fazer em Cunha em 3 dias

Com 3 dias em Cunha já dá pra aproveitar melhor a cidade. Mas o legal de lá é não se encher de muita coisa pra fazer e aproveitar para descansar. Eu faria assim:

DIA 1: alguma cachoeira (se você for de cachoeira)

DIA 2: descanso total

DIA 3: Lavandário + atelier de cerâmica

Para visitar próximo a Cunha: Paraty

São 50 km de Cunha até Paraty. Ou seja, dá até para fazer um bate e volta na cidade se você estiver entediado em Cunha (eu, aliás, tinha esse plano B quando fui pra Cunha. Achava que ia cansar, mas acabei gostando de descansar na cidade e desencanei de Paraty).

Pra chegar em Paraty é só você descer pela serra de Cunha, que é linda, super arborizada e muitas vezes cheia de neblina. Tem que ficar atento. Temos um post completo com todas as dicas sobre onde ficar em Paraty.

car moving thru trees
A estrada de Cunha é famosa por ser bonita e cheia de curvas

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

[button link=”http://www.segurospromo.com.br/p/amandaviaja/parceiro?tt=resolvasuaviagem” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]SEGURO VIAGEM todos com desconto[/button] [button link=”https://www.viajeconectado.com/?utm_medium=parceirospromo&pcrid=558&utm_source=site-blog&ref=parceirospromo&pcrtt=resolva sua viagem” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]CHIP DE CELULAR internet ilimitada[/button] [button link=”https://www.booking.com/index.html?aid=1208348” icon=”home” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]HOTÉIS hostels, pousadas[/button] [button link=”http://www.airbnb.com.br/c/anoventa” icon=”star” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]AIRBNB ganhe R$200[/button]  

O que fazer em Campos do Jordão: as melhores atrações e onde ficar

Campos do Jordão é uma das cidades mais desejadas pelos brasileiros que moram perto da capital de São Paulo. O legal de lá é que tem atrações para todo mundo – para quem quer descansar e curtir o ar fresco das montanhas, pra quem quer agito de bares e restaurantes, para quem tem crianças, enfim. Dá pra escolher o que fazer em Campos do Jordão. Abaixo você tem algumas as melhores sugestões que preparamos.

Onde ficar em Campos do Jordão: hotéis e pousadas

Eu sou do tipo que em Campos do Jordão, mais importante do que as atrações é o lugar onde você vai se hospedar. Isso porque a região pede uma hospedagem aconchegante, confortável (principalmente se estiver friozinho) para você conseguir descansar nas montanhas. Eu já aluguei tanto uma casa quanto fiquei num super hotel por lá – o Hotel Ort (a convite do próprio hotel mas, meudeus, que hotel! Recomendo muito. Mas é um hotel de luxo e precisa ter dinheiro no bolso pra reservar). É importante também você escolher se prefere ficar num lugar de mais agito (mais no centrinho) ou mais tranquilo (na montanha). Como eu gosto de ir para descansar, prefiro sempre as mais isoladas. Temos um post com dicas completas de hospedagem. Algumas você encontra aí embaixo:

[button link=”https://www.booking.com/searchresults.en.html?city=-634196&aid=1208348&no_rooms=1&group_adults=2” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]Outros hotéis em Campos do Jordão[/button]

Prefere ficar num airbnb? Utilize meu link para se inscrever no site e ganhe R$200 na primeira reserva (somente para quem ainda não é inscrito).

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Amanda Noventa (@amandanoventa)

Como se locomover em Campos do Jordão

Existem muitas maneiras de se locomover em Campos do Jordão. Pra gente, as melhores são carro e uber. Mas também dá pra usar táxi e ônibus. Veja:

  • Carro: É a maneira mais confortável pois, além da liberdade de transitar pela cidade, você também consegue conhecer as cidades nos arredores (São Bento do Sapucaí, São Francisco Xavier, Capivari, etc). No centro sempre vai ser mais difícil conseguir lugar para estacionar. Ma perto dos bares e restaurantes há alguns estacionamentos privados.
  • Uber: Existe Uber em Campos do Jordão e vai ser uma mão na roda caso você não esteja de carro. Mas vai ser difícil conseguir pegar a estrada para atrações mais distantes. Há possibilidade de utilizar táxi e ônibus também.

O que fazer em Campos do Jordão

Tem muita coisa pra fazer em Campos do Jordão e, se você não quiser ficar de boas, atrações pra passar o tempo não vão faltar. Olha só:

Villa Capivari

É o famoso centrinho da cidade, aquele com carinha de alemão e onde se concentram vários bares, restaurantes e até shopping. Há um calçadão somente para pedestres e onde carros não entram. É aquele lugar para você ir almoçar, jantar ou dar um passeio no fim da tarde. Se for para comprar, além das lojinhas de rua você encontra mais nos shoppings Aspen Mall, Shopping Capivari, Boulevard Geneve, Center Suíço e Center Calil.

Endereço: Rua José de Oliveira Damas, 182

Passeio de trenzinho – o bonde turístico

Dá pra fazer um passeio de trenzinho pela avenida principal da cidade. No centrinho de Capivari você encontra a bilheteria e o bonde sai da estação Emilio Ribas cortando toda a cidade e indo até o portal de entrada. O passeio dura no total (ida e volta) 30 minutos e custa R$16. Se vale a pena? Duvido um pouco. É o mesmo caminho que você faz de carro. Há um outro trem (chamado Trem do mirante) que de sábado a quarta vai até Santo Antonio do Pinhal e chegando ao mirante de Nossa Senhora Auxiliadora. A paisagem aqui é mais bonita e interessante. O ingresso custa R$62 ida e volta, você compra na mesma estação e o passeio dura duas horas e meia. Endereço: Estação Emílio Ribas – Av. Emílio Ribas, s/n

Horto Florestal

Também conhecido como Parque Florestal de Campos do Jordão, o horto tem várias trilhas pra fazer, super arborizado e com muitas flores. É um bom lugar para conhecer se você quiser mais contato com a natureza e dá até para fazer piquenique em um lugar especial para isso. Os ingressos custam R$14 (inteira), R$7 (estudantes) e crianças menores de 13 anos e maiores de 60 anos não pagam para entrar.

Endereço: Av. Pedro Paulo, s/n

Palácio Boa Vista

Originalmente o palácio era pra ser a residência de inverno oficial do governador do estado de São Paulo. Mas acabou virando um museu com obras de artistas bem importantes como Tarsila do Amaral, Anita Malfatti e Di Cavalcanti.

Endereço: Av. Adhemar Pereira de Barros, 3001

Palácio Boa Vista

Teleférico + Pedalinho + Morro do Elefante

Um dos passeios mais turísticos de Campos do Jordão é o teleférico, que foi o primeiro construído no Brasil. Para ter essa experiência, é só ir até o Parque do Capivari (bem perto do centrinho). O teleférico sobe a 160 metros de altura e dura 5 minutos para chegar lá no alto. Lá em cima você vai encontrar algumas barraquinhas para comprar coisinhas. O ingresso custa R$17. Quem quiser também pode fazer um passeio de pedalinho pelo lago do Parque do Capivari. O ingresso custa R$10 e o passeio dura 10 minutos.

Endereço: Av. Emílio Ribas, s/n

Cervejaria Baden Baden

Para os cervejeiros, é uma super oportunidade de conhecer a fábrica da cerveja Baden Baden. O passeio explicativo e com degustação no final dura 1 hora e ainda há uma lojinha pra você levar umas garrafas pra casa.

Endereço: Av. Matheus Costa Pinto, 1653

Fachada da Cervejaria Baden Baden

Caras de Malte – cervejaria mais descolada pra quem é cervejeiro

Eu ainda não fui, mas tô morrendo de vontade de ir. Indicação de uma amiga especialista em cerveja, ela diz que essa microcervejaria é mais legal para quem já manja da régua de degustação ou pra quem quer só experimentar mesmo. Na foto abaixo não aparece, mas a cervejaria tem uma vista linda de uma daqueles predinhos alemães no fundo.

Endereço: Av. Pedro Paulo, 1500

Cervejaria Caras de Malte

Jardim com labirinto Amantikir

Um jardim grande, com uma variedade de plantas enorme e ainda tem um labirinto pra você brincar. No Amantikir é possível também acessar um mirante que você tem uma super vista da região.

Endereço: Avenida Ernesto Diedericksen

Pico do Itapeva

O pico tem uma vista belíssima. Dele você consegue avistar 15 cidades da região (Pindamonhangaba, Taubaté, Aparecida, São José dos Campos, Eugênio de Melo, Cachoeira Paulista, etc. Faz um vento frio e, importante, vale a pena você ir até o pico somente se for um dia ensolarado. Do contrário, não vai conseguir ver nadinha.

Endereço: Estrada do Pico do Itapeva, entre Campos do Jordão e Pindamonhangaba

Floresta Encantada

Se você tiver crianças pequenas, a Floresta Encantada pode ser um programinha interessante. São 6 casinhas fofas coloridinhas e temáticas (Natal, bruxa, Branca de Neve, etc). As crianças podem entrar em cada uma e se distraírem com o tema atribuído.

Endereço: R. Arandi, 270

O que fazer em Campos do Jordão em um dia

Um dia é pouco para conhecer Campos do Jordão que tem várias atrações e também merece um descanso na montanha. Mas se você tem só um dia, recomendamos:

  • Morro do Elefante (com teleférico e pedalinho) ou Horto Florestal
  • Labirinto no Amantikir
  • Villa Capivari para almoçar e tomar uma cerveja

O que fazer em Campos do Jordão com crianças

Tem bastante coisa para fazer e distrair as crianças em Campos do Jordão. Abaixo você encontra uma listinha e a descrição delas está no tópico acima:

  • Amantikir
  • Morro do Elefante
  • Parque Floresta Encantada
  • Passeio de trenzinho
  • Horto Florestal
  • Villa Capivari

O que fazer em Campos do Jordão na quarentena durante a pandemia

A melhor coisa para praticar um turismo de isolamento e ao mesmo tempo descansar a cabeça, é escolher um desses hotéis com toda estrutura que você não precisa nem sair dele. Pode sair um pouco mais caro? Pode. Mas em tempos em quer você não pode fazer mais nenhuma outra viagem pode valer a pena. Sem contar que a segurança vem em primeiro lugar. Algumas opções de hotéis nesse estilo pra quem tem dinheiro no bolso são: Hotel Ort, Hotel Toriba, Botanique Hotel & Spa. Uma alternativa mais barata é optar por casas de temporada ou chalés. No site do Booking.com você pode filtrar para ver somente essas opções. Algumas estão aqui. Já aluguei também uma casa para passar o revéillon bem isolada na montanha e com friozinho. A foto é essa abaixo e o link da casa é esse. Não se esqueça de utilizar meu link para se inscrever no Airbnb e ganhar R$200 na primeira reserva.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Amanda Noventa (@amandanoventa)

 

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

[button link=”http://www.segurospromo.com.br/p/amandaviaja/parceiro?tt=resolvasuaviagem” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]SEGURO VIAGEM todos com desconto[/button] [button link=”https://www.viajeconectado.com/?utm_medium=parceirospromo&pcrid=558&utm_source=site-blog&ref=parceirospromo&pcrtt=resolva sua viagem” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]CHIP DE CELULAR internet ilimitada[/button] [button link=”https://www.booking.com/index.html?aid=1208348” icon=”home” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]HOTÉIS hostels, pousadas[/button] [button link=”http://www.airbnb.com.br/c/anoventa” icon=”star” color=”silver” text=”dark” window=”yes”]AIRBNB ganhe R$200[/button]