Estava tendo um dia de merda, até que…

Acordei num sábado chuvoso, sem luz e energia em casa sabendo que passaria o resto do fim de semana assim – a razão pela qual eu estava sem energia é uma longa história, mas juro que eu pago a conta! O que eu quero realmente destacar nessa história é que, além da falta de energia em casa, eu estava tendo um dia de merda.

Chovia muito,  saí de casa para poder usar o computador, fui para um café onde a internet não funcionava, fui para outro mas me dei conta de que havia esquecido o carregador em casa. Voltei pra casa, na chuva. Acendi uma vela e quase rezei de tanto tédio.

E quando já não havia mais esperanças de um sábado melhor, eis que uma amiga me convida para assistir à Orquestra Sinfônica do estado de São Paulo (OSESP).

Sala SPUma dessas coisas lindas, mas tão lindas, de arrepiar o fio de cabelo! Lágrimas são possíveis também se você estiver em dias mais emotivos. Passei uma hora sem fôlego de tanto que aquilo preenche a alma.

Música não é algo tangível. Você não pode comer, beber ou ter um relacionamento com ela. Não te protege contra a chuva, vento ou frio. Mas ainda assim, amamos ouvir música.

Fazendo algumas pesquisas, descobri no The New York Times que quando você ouve uma música que aprecia (e isso, na minha vida, não inclui Gustavo Lima), você libera dopamina em uma parte do cérebro que é a mesma que responde a estímulos sexuais, de comida e drogas como cocaína e anfetamina. Ou seja, é bom, te dá prazer.

Voltei para casa feliz e sem me importar com o banho gelado que me esperava.

 

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
CHIP DE CELULAR
internet ilimitada
HOTÉIS
hostels, pousadas
 PASSAGENS AÉREAS
em até 10x
ALUGUEL DE CARRO
sem IOF, em até 12x
AIRBNB
ganhe R$130

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*