Economia compartilhada nas viagens: sites e apps que ajudam você a economizar e colaborar

Economia compartilhada nas viagens: sites e apps que ajudam você a economizar e colaborar

A economia compartilhada tem ajudado as pessoas e o mundo em diferentes esferas: ambiental, financeiro, tecnológico e social.

Esse termo começou a surgir em 2008 durante a crise econômica, na qual o mercado percebeu que o modelo super consumista que vinhamos utilizando não era nada sustentável. O site consumo colaborativo explica isso de forma bem bacana nesse post.

Então a conscientização de reutilizar, reciclar e distribuir começou a ficar mais forte entre as pessoas de forma que chegamos a criar um ambiente colaborativo em geral. E o que eu mais gosto na economia compartilhada, é justamente esse senso de comunidade que se criou. Não é só chegar lá, emprestar, ganhar dinheiro e boa… É o entendimento de que somos uma comunidade onde um pode ajudar o outro.

Isso fica bem visível no ambiente das viagens, onde você acaba se conectando com mais pessoas pela mesma causa. Todo mundo se ajuda e ainda economiza.

Eu gosto muito desse conceito e foi por isso que saí à procura de sites e aplicativos que ajudassem os viajantes através da economia compartilhada em tudo o que a gente precisa numa viagem: hospedagem, passeio, transporte, refeições, esportes e até o animal de estimação que você deixa para trás quando tira férias. Dá uma olhada nas opções que existem por aí:

Hospedagem

Acho que os sites de economia compartilhada de hospedagem são os mais conhecidos. No Airbnb você pode ficar na casa de alguém em qualquer lugar do mundo sem burocracia por um valor determinado pelo “locador”. Você pode escolher se quer uma casa inteira pra você ou só um quarto vazio do apartamento de alguém que já mora nele. E é nisso que o Airbnb quer investir em mostrar pra gente esse ano: em dividir a casa com alguém que já mora nela sem parecer estranho. E não é. Conheço muita gente que já fez isso.

Eu já contei aqui no blog minha experiência de alugar meu apartamento todo enquanto eu viajava. Dá uma olhadinha aqui.

Existem sites similares ao Airbnb, como o Wimdu ou Alugue Temporada.

Existe também o Couchsurfing, que é um site no qual as pessoas oferecem o “sofá”, não necessariamente de uma forma literal, mas é um espaço que o anfitrião tenha na casa para que outras pessoas possam se hospedar. O site cobra apenas uma pequena taxa, então a hospedagem sai praticamente de graça.

economia-compartilhada-amanda-viaja

Tours e Experiências

Eu adorei a ideia do Vayable e estou louca para usar na minha próxima viagem! Olha que legal: vamos dizer que você vai a Londres. Para conhecer melhor a cidade você pode escolher um dos tours/experiências através do Vayable. Esses tours são oferecidos por alguém que mora na cidade e tem experiência.Para Londres, por exemplo, existem desde os passeios tradicionais como um walking tour por Notting Hill até desgutação de chás, conhecimento da história dos pubs londrinos, contratar uma personal shopper só de lojas vintage, etc. O que eu mais gostei foi o fato de oferecer experiências que às vezes você nem sabe que existe porque são coisas que só os locais conhecem e sabem que é legal. Ou seja, é uma ótima maneira de você conhecer a cidade como e com um local.

Cada passeio tem o seu preço, data disponível para agendar, fotos, descrição da pessoa que vai dar esse tour, reviews, etc. Achei bem parecido com o Airbnb o sistema.

viajar-barato-amanda-viaja

Refeições

Encontrei o Eat With, um site no qual as pessoas oferecem jantares em suas próprias casas em muito lugares do mundo. São pessoas que estudaram culinária e/ou gostam de cozinhar. O Eat With é mais bacana pela experiência do que talvez pelos preços. Digo isso porque entrei na página de São Paulo e encontrei jantares por US$50 (e vamos combinar que jantares de R$200 não são nada baratos), mas acho que isso acontece porque na maioria das vezes são turistas procurando por esse tipo de experiência e geralmente estão dispostos a pagar.

O site é como se fosse um cardápio de experiências de jantares que acontecerão nos próximos dias. Você pode ler sobre o cardápio, o perfil do host, o lugar onde será e ainda os reviews de pessoas que participaram de jantares com aquele host previamente. E o que você deve ter em mente é a experiência de jantar na casa de um local, conhecer outras pessoas, música, etc… Me dá vontade só de imaginar.

economia-compartilhada-amanda-viaja

Transporte entre uma cidade e outra

Conheci recentemente o aplicativo BlaBlaCar que facilita e barateia a vida de quem viaja de uma cidade a outra. A ideia é simples: quem vai viajar de uma cidade a outra e tem um carro com espaço disponível, pode divulgar seu trajeto no aplicativo. Assim, quem estiver indo para o mesmo lugar, pode pegar uma carona. O legal é que o custo da viagem é dividido e sai barato para todo mundo. Mas ainda há outras vantagens: você pega uma carona com segurança, uma vez que o perfil da pessoa é autenticado, os reviews são disponibilizados e existe uma equipe para te dar um suporte caso seja necessário. Outra vantagem é que, se você não gosta de viajar sozinho, essa é uma chance de conhecer pessoas bacanas. Você escolhe com quem quer viajar de acordo com o perfil da pessoa – tem até gosto musical.

A BlaBlaCar está em 22 países, portanto você pode utilizar o aplicativo mundo afora.

economia-compartilhada-amanda-viaja

Seu cachorro enquanto você viaja

Viajar é um dos meu maiores empecilhos na hora de decidir ter um cachorro. Como fica meu cãozinho nessas horas? No Brasil, quem vem ajudando as pessoas que tem cachorro e precisam viajar é o site Pet Hub. Lá você escolhe um anfitrião para ficar com o seu cachorro baseado em perfis, reviews e necessidade. Dá até para você visitar a casa da pessoa antes de deixar seu cachorro lá.

E, se você adora, mas não tem um cachorro, pode se tornar um anfitrião também.

economia-compartilhada-amanda-viaja

Aluguel de Materiais Esportivos

Achei esse legal porque muitas vezes acabamos fazendo uma viagem que envolve algum esporte e não estamos preparados. O site Spinlister ainda não está no Brasil (a imagem abaixo é do site em Portugal). Mas quando você viaja pode utilizar o site para alugar uma bike, SUP, ski ou snowboard. O aluguel/empréstimo também é baseado nos perfis dos usuários, dos produtos, preços e reviews.

economia-compartilhada-amanda-viaja

Imagem de capa: Urbanhello

2 Comments

  1. Edgar Passos.

    Preciso passar alguns meses no Sul do chile e preciso de um local limpo e aconchegante para que eu possa me acomodar..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*