O que eu acho da Patagônia e Ushuaia: guarda uma grana e vai!

O que eu acho da Patagônia e Ushuaia: guarda uma grana e vai!

Voltei da Argentina e fiz algo que raramente faço, que é mostrar as fotos da viagem pro meu pai. Fui passando foto por foto, explicando o que era, o que eu fiz e até procurei vídeos no youtube para explicar melhor como funcionava um glaciar. Até que meu pai me diz: “Nossa, Amanda, acho que essa foi a viagem que você mais gostou, porque você nunca mostra as fotos e fala de um lugar com tanta empolgação como está falando desse!”.

Pois é, se eu fosse você, arrumava sua mochila, pesquisava as passagens (pra depois do carnaval) e preparava seu bolso para a viagem (eu, pobrinha, querendo algo baratex na América do Sul achei lá carinho). Masss… a Patagônia foi um dos lugares mais encantadores que já conheci! Está no top 5!

Eu fui sozinha e foi ótimo e seguro! Conheci muita gente pelo caminho, fiz trilhas em grupo, trilhas sozinha e me senti super aventureira.

Porque para ir à Patagônia tem que ter disposição. Se você for pra lá mas não se enfiar numa trilha que te leva para algum lugar deslumbrante, não vai conhecer a Patagônia direito. As trilhas podem ser de até quatro horas para ir e mais quatro para voltar.

El Calafate

A primeira cidade da Patagônia foi El Calafate. E quando cheguei já fui engolida pela intensidade das coisas. Nada lá se faz rapidinho. Não dá pra ir até ali ver aquele negócio rápido e depois já pular para outra coisa (ainda bem). Você vai precisar de tempo para fazer as coisas, cada passeio toma um dia todo.

calafate-patagonia-amanda-noventa
El Calafate é assim

E foi lá que vi a paisagem mais incrível da vida: o glaciar. Uma grande camada de gelo que vem da neve que escorre das montanhas e encontra-se com a água. Anos atrás vi o vulcão Stromboli em erupção no meio do mar e fiquei hipnotizada, mas o glaciar me surpreendeu ainda mais. Provavelmente  por estar mais perto, acessível, por poder tocá-lo e caminhar sobre ele. E, como o vulcão, o glaciar está vivo! Vez em quando um bloco se desprende, cai na água e altera toda a paisagem do local. E para se desprender, o glaciar faz um barulho tão alto que parece que vai quebrar no meio! E o prazer está aí, em esperar pra ver um bloco se desprendendo. Ouvi um gringo ao meu lado dizendo: “O ser humano tem um encantamento por ver as coisas se destruindo”.

Eu coloquei esse vídeo pra você entender como funciona essa coisa do bloco de gelo se desprender do glaciar, mas estou com medo que você não perceba a emoção que é estar lá na frente assistindo isso. Porque tem um monte de gente falando no vídeo, gritando e aí não dá pra ouvir o “estouro” do bloco e nem sentir toda aquela emoção.  Assiste sem som vai…

perito-moreno-amanda-noventa
Glaciar Perito Moreno
Um quase-glaciar
Um quase-glaciar

Mais uma foto de Glaciar porque eu ando obcecada por eles:

Glaciar Spegazzini

El Chalten

Depois de uma amiga insistir, fui para El Chalten, uma cidade super simples, dessas que a gente acha que não tem nada pra fazer – e é por isso que você tem que ir, porque essa simplicidade vai acabar logo. Mas ao mesmo tempo que a cidade é simples, ela é cercada por trilhas que levam você a lugares únicos. E se você não gosta de trilhas, nem perca seu tempo indo pra lá.

A maior atração é o Fitz Roy. Na volta da viagem descobri até que ele é um dos lugares indicados pelo Lonely Planet para se conhecer em 2015. Para vê-lo, tive que me matar por duas horas fazendo trilha numa montanha (eu sou zero condicionamento físico, então qualquer trilha já me mata). E no fim das contas, voltei arrependida por não ter ido mais além na trilha, mais duas horas, e chegado ainda mais perto do Fitz Roy.

Fui pra El Chalten com a impressão de que estava trocando Torres del Paine por lá. Mas descobri que El Chalten jamais é um plano B! A cidade até foi indicada pelo Lonely Planet como um lugar top para se conhecer em 2015.

El Chalten-amanda-noventa
Fitz Roy é aquele cume lá no fundo.
fitz-roy-amanda-noventa
Mirante Fitz Roy
El Chalten-trilha-amanda-noventa
Adoro quando estou caminhando numa trilha há 3 horas e acabo fazendo amigos.

Ushuaia

Depois da Patagônia, fui para o Ushuaia. A cidadezinha do Ushuaia também não é tão bonita como El Calafate. Na verdade ela é bonita como um todo, vista do mar, por exemplo. Mas no detalhe, nas ruas, uhnnn… feinha. No entanto, é uma cidade muito agradável, gostosa de caminhar, bom de ficar lá uns dias de bobeira só caminhando e curtindo.

ushuaia-cidade-amanda-noventa
A cidade é isso
cidade-patagonia-amanda-noventa-1
…e isso.
Mas vista do mar é oooutra coisa.

Hoje penso que deveria ter feito diferente: primeiro ir para o Ushuaia e depois pra Patagônia. A Patagônia te surpreende e faz você cansar fisicamente de tanto fazer trilhas e outras atividades. Mas é um cansaço bom, de satisfação e conquista. E aí você vai nessa pilha para o Ushuaia, chega lá e as coisas não funcionam dessa forma. É tudo mais lento. Tem mais coisa para ver e menos para fazer (pelo menos no verão, quando não dá para esquiar). Mesmo assim, vale a pena você conhecer.

Peguei o barco pelo Beagle Channel, fui ver os pinguins na Pinguinera, fiz uma trilha merreca pelo parque Tierra del Fuego, mas só me surpreendi mesmo quando fiz mais uma trilha com uma paisagem de tirar fôlego para a Laguna Esmeralda! E aí já não queria mais ir embora do Ushuaia.

trilha-ushuaia-amanda-noventa
Olha essa trilha!
Ushuaia-amanda-noventa
E a Laguna Esmeralda!

No próximo post vou contar passeio por passeio, os roteiros e todas as dicas dessa viagem com mais detalhes.

8 Comments

  1. Ola, tudo bem? Estou indo sozinha para a Ushuaia e El Calafate e gostaria de saber se você fez as trilhas de El Chaten e Laguna Esmeralda em Ushuaia sozinha ou tem que contratar uma agencia. Obrigada!

    • De El Chalten eu fiz sozinha e foi super tranquilo – a maioria das pessoas faz assim. A de Laguna Esmeralda eu fiz com o pessoal do hostel que estava hospedada. Me parece um pouco mais complicada para fazer sozinha.
      Beijo

  2. Olá;
    Gostei do seu blog.
    Gostaria de conhecer Ushuaia, mas temos mais de 60 anos. Queremos ir em julho.
    Será que dá?

  3. Peterson santos

    Olá Amanda, não sei como vim parar aqui, mas graças ao seu relato conhecer El chalten fará parte do meu roteiro em janeiro de 2018, será minha primeira viagem internacional e sozinho penso que escolhi um ótimo lugar pra começar minha vida de mochileiro kk.

  4. Rebecca Noguchi

    Olá, Amanda, tudo bem? Adorei seu relato. Já tenho o costume de viajar sozinha e vou em fevereiro mochilar em Ushuaia e depois El Chalten e El Calafate. Como você fez o deslocamento entre esses lugares? Alguma coisa você reservou antes ou deixou pra resolver tudo lá (ônibus entre as cidades, passeios, etc)? Obrigada!! <3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*