Quando eu quase perdi todas as minhas fotos de viagem, mas o Seagate wireless me salvou

Quando eu quase perdi todas as minhas fotos de viagem, mas o Seagate wireless me salvou

A história poderia ser muito trágica… Viajei para Barbados, tirei zilhões de fotos com o meu celular e armazenei todas no cartão micro SD do celular. Até aí tudo normal.

Na sequencia fui para as Bahamas. Então estava num papo no whatsapp quando meu celular travou. Como ele não fazia nada e nem desligava, tive que tirar a bateria diretamente. Quando liguei novamente o celular, já recebi uma mensagem de que não estava reconhecendo o cartão SD. Aí comecei a ficar preocupada, testei o cartão no computador, em outros celulares e nada de ser reconhecido.  Até que alguém que viajava junto comigo me disse: “O cartão deve ter queimado”. Gente, jurei que o cara estava brincando comigo.

Eu nunca tinha ouvido falar na minha vida que cartão SD queimava. Nunca! Voltei pro Brasil já preocupada porque todas as minhas fotos das viagens estavam lá. Aí  levei o cartão no Hospital do HD (sim, isso existe). Eles não conseguiram recuperar os arquivos na hora e disseram que precisariam de seis dias para fazer novas tentativas, mas que as chances eram muito pequenas.

Eu até chorei nessa hora. Só pensava nas fotos de uma viagem inteira perdida. Trabalho perdido. Eu tinha que escrever matérias para o Estadão e para o blog com aquelas fotos.

E não, eu não tinha feito backup das fotos para a nuvem porque tenho a maior preguiça porque sempre demora.

Voltando pra casa arrasada lembrei que numa noite em Barbados usei pela primeira vez o aplicativo do Seagate Wireless chamado Seagate Media. Mas como eu não sabia usar direito, fiquei torcendo para que eu realmente tivesse feito o backup certinho.

E fiz!seagate-wireless-amanda-viaja-3

Gente, a hora que eu cheguei em casa, olhei o celular com calma e estava tudo lá salvadinho, bonitinho, eu quase tive um treco de felicidade!

E foi tão simples usar esse aplicativo com o wireless. É só você baixar o aplicativo Seagate Media (de graça) e conectar seu celular no wi-fi do Seagate Wireless. Aí é só selecionar todos os arquivos do celular que você quer salvar e pronto. Problema resolvido.

Isso evita aquele trabalhão de passar todos os arquivos do celular para o computador e depois todos os arquivos do computador para o HD. E o que eu gostei desse aplicativo é que funcionou justamente naquele momento de preguiça da viagem, à noite no quarto de hotel querendo descansar, mas tinha que fazer backup de fotos, sabe? Com o aplicativo foi tudo rapidinho e fácil.

Estou gostando muito mesmo do Seagate Wireless. É muito bom ter um dispositivo que deixe todos os meus arquivos de viagens organizadinhos. Sei que vocês vão falar do google drive, que eu uso também. Mas acho mais desorganizado, além do espaço acabar rápido.

seagate-wireless-amanda-viajaDepois desse episódio, eu virei a louca do backup. Agora salvo absolutamente tudo, em todos os lugares possíveis. E não viajo nunca mais sem o Seagate Wireless. O próximo teste que eu quero fazer com ele é subir uns filmes para assistir em qualquer lugar do mundo que eu estiver. Depois conto como foi a experiência 😉

Este é um post patrocinado. Amanda Noventa realiza parcerias somente com marcas e produtos que acredita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*