O que fazer em Lübeck na Alemanha

Lubeck é uma cidade importante da Alemanha por ter sido a protagonista da Liga Hanseática. Mas ela não se resume à sua importância histórica. Eu me encantei pela arquitetura gótica, os becos escondidos e o marzipan. Ah, o marzipan… Se você escolheu esta cidade para visitar na Alemanha, foi uma ótima decisão. Confira as dicas abaixo para conseguir se planejar e aproveitar a cidade da melhor maneira possível.

Como chegar em Lübeck

A partir de Berlim a melhor maneira é chegando de trem, com conexão em Rostock. A viagem toda dura em torno de 4 horas. De Hamburgo a Lübeck de trem a viagem é de uma hora.

Clique aqui para entrar no site do Bahn – a empresa de trem da Alemanha.

Quanto tempo você precisa para conhecer Lübeck

É muito comum as pessoas passarem apenas um dia em Lübeck. Mas eu acho pouco para essa cidade fofa. Dois dias inteiros seria o tempo ideal para conhecer e curtir a cidade que merece ser admirada.

Onde ficar em Lübeck

A melhor localização para se hospedar em Lübeck é no centro histórico da cidade, dominado por prédios de arquitetura gótica tardia, tijolos vermelhos à mostra e patrimônio histórico da Unesco. Tudo é tão perto em Lübeck que não vai ser difícil partir do centro para outro lugares. Algumas sugestões de hotéis:

Hotel Alter Speicher: Esse hotel fica localizado no coração do centro histórico de Lübeck, perto do Lübeck Congress Hall. Com decoração clássica, o mobiliário é feito de materiais nobres como granito, mármore e madeira maciça. O centro da cidade é uma ótima escolha para ficar em Lubeck se você estiver interessado em restaurantesambiente e compras. Veja aqui mais informações e preços.

Atlantic Hotel Lübeck – Este hotel está situado no centro histórico de Lübeck, ao lado da praça do mercado e da Igreja St. Petrikirche, fica a apenas 100 m da Estação Rodoviária de Sandstraße e a 1,5 km da Estação Central de Lübeck. Veja aqui mais informações e preços.

Radisson Blu Senator Hotel – Hotel 5 estrelas localizado junto ao Rio Trave, no centro da cidade, a apenas 4 minutos a pé da Porta de Holsten e do centro da cidade medieval. Veja aqui mais informações e preços.

Veja neste post mais opção de hotéis para ficar em Lübeck

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Amanda Noventa (@amandanoventa) em

Onde comer e beber em Lübeck

Fangfrisch Lübeck: o descolado de frutos do mar
Eu gostei tanto desse restaurante que fui duas vezes. Ele é no estilo fish and fries com cerveja (foi o que eu pedi, mas tem vários outros pratinhos de frutos do mar). O ambiente é moderno, iluminado e de frente para o canal. Perfeito para um dia de sol em Lübeck.

Schiffergesellschaft: o clássico
Localizado num dos prédios medievais lindos de Lübeck, é uma das tavernas mais clássicas do mundo. O preço pode não ser dos mais baratos, mas ainda assim é bastante disputado e necessário fazer uma reserva.

Café Niederegger: marzipan no lugar certo
Lübeck é a terra do marzipan. Se você nunca experimentou, vai ter que experimentar. E o café Niederegger é o lugar certo pra isso – com ambiente clássico e aconchegante, onde os locais se encontram ali no fim de semana para tomar um café da manhã escolhendo também alguma torta de marzipan, claro. No andar de baixo há uma loja enorme pra você comprar e levar marzipan feitos de todas as maneiras e formatos. Há também um curioso museu no mesmo prédio com algumas esculturas feitas de, adivinha, marzipan.

Cafe Niederegger

Im Alten Zolln: para beber
Um pub clássico do século 16 com uma boa seleção de cervejas alemãs. O guia de viagem Lonely Planet o classificou como top choice de pub em Lübeck. No verão dá pra sentar nas mesinhas do lado de fora. E no inverno tem uma banda tocando jazz do lado de dentro.

O que eu achei de Lübeck

Eu decidi ir para Lübeck porque queria conhecer e andar por uma cidade fofa da Alemanha – e ela não me decepcionou. Lübeck acaba ficando meio esquecida quando todo mundo prefere ir para Hamburgo. Mas eu acho que vale uma passada por lá. Eu fiquei super encantada com os cantinhos históricos da cidade. Uma cidade agradável, segura e encantadora. Uma dica: encher a bolsa de marzipan e sair andando pela cidade beliscando um de vez em quando é uma maneira bem prazerosa de conhecê-la.

Como é viajar sozinha para Lübeck

Lübeck é uma cidade visitada principalmente por turistas alemães. Então não adianta achar que você vai chegar lá e fazer muitas amizades. A maioria da população é da terceira idade já que os jovens acabam indo viver nas cidades maiores do país. Ou seja, não será uma cidade agitada. Lübeck é para quem sabe se entreter sozinho, fica bem com isso e não se importa de sair andando pela cidade dessa maneira. É uma cidade para admirar e curtir o seu momento

Expectativas alinhadas, completo dizendo que é uma cidade super segura. Cheguei lá tarde da noite de trem, fui andando para o hotel e tudo foi bem tranquilo. Não é um lugar para se preocupar com a questão de segurança. Vai com tudo e aproveite.

O que fazer em Lübeck

A coisa mais gostosa de se fazer em Lübeck é flanar pela cidade descobrindo os cantinhos encantadores. Tem museu? Tem. Mas as melhores atrações você vai encontrar nos prédios antigos, nos becos, à beira do canal…

Ir atrás dos becos (alleyways): meu programa favorito

Encontrar becos escondidos em Lübeck foi o que mais me encantou na cidade. São becos que forma uma vilinha de pequenas casas fofas. Esses becos geralmente ficam atrás de grandes casas de frente para as ruas. Para alcançá-los basta entrar por um pequeno portão e passar por um túnel. Depois do túnel vem todo o encanto.

A história dos becos começa lá na Idade Média com os grandes e ricos comerciantes sendo donos dos becos que ficavam atrás de sua casas. Os principais becos são: Engelsgrube, Hellgrüner und dunkelgrüner Gang, Lüngrees Gang e Füchtingshof.

Se você colocar os nomes no google maps, consegue encontrar 🙂

Holstentor: o cartão postal da cidade (e da Alemanha)

É um portão de construção gótica que separa o lado histórico da cidade de Lübeck do lado novo. Vale uma passada também em outro portão importante (o segundo mais importante, eu diria) chamado Burgtor.

Visitar a igreja de St. Mary’s: referência gótica

Esta igreja a terceira maior da Alemanha, demorou 100 anos para ser construída sendo finalizada em 1350. O que eu acho mais interessante nela é o fato de ser uma grande referência de igreja gótica.

Caminhar pelo Town Hall (prefeitura)

O prédio histórico da prefeitura é um dos maiores e mais importantes da Alemanha. E todo o pátio onde ele fica localizado foi declarado Patrimônio Histórico da Unesco em 1987. Foi a primeira vez que um centro histórico da Alemanha recebeu esse título. Não perca!

Figurentheater: só pela fachada, já tá valendo

É um teatro de fantoches com um show para crianças às 15h e outro para adultos às 19h30. Tem que se atentar com a programação pois nem todas as apresentações são em inglês (nunca em português, claro). Mesmo se fantoche não for a sua, vale a pena dar uma passada em frente ao prédio que é lindo e fica localizado em uma rua fofinha.

Comer (muito) marzipan

Afinal você está na terra do marzipan. E é tão bom… O segredo da qualidade é a mistura especial de cada um dos ingredientes e cada produtor guarda o seu segredo. Existem 300 tipos diferentes: cobertos com chocolate (meus favoritos), decorados, com licores, etc. Como eu já citei ali em cima, o melhor lugar para comprar marzipan é a loja e café Niederegger. A dica é: vá comprar marzipan e aproveite para tomar um café com um pedaço de torta. É uma boa lembrança para levar de volta pra casa também. Eu trouxe um monte – especialmente um marzipan em formato de porquinho que, segundo os locais, é pra dar sorte.

Fazer um passeio de barco pelo canal de Lübeck

É ótimo para ver Lübeck sob um novo ângulo. Eu não cheguei a fazer esse passeio pois era início de inverno quando estive na cidade e chovia (o canal acaba ficando com muita neblina). Mas eu acho que deve ser uma delícia num dia gostoso de verão.

Museumsquartier St Annen

O museu inclui uma antiga sinagoga, igreja e prédios medievais. Além disso, há um café bem bonito no jardim. Quanto à arte, você vai encontrar arte eclesiástica e contemporânea, incluindo uma obra do Andy Warhol.

This museum quarter includes an old synagogue, church and medieval buildings along its uneven streets. The namesake St Annen Museumdetails the diverse history of the neighbourhood as it traces 700 years of art and culture. The adjoining St Annen Kunstalle has ecclesiastical art (including Hans Memling’s 1491 Passion Altar) and contemporary art, including Andy Warhol’s print of Lübeck’s Holstentor. There’s a chic little cafe in the courtyard.

Europäisches Hansemuseum

Este museu foi aberto em 2015 para contar a história da Liga Anseática e de Lübeck e região. Não dá pra negar que a Liga Hanseática foi uma parte importante da história da Europa e Alemanha. Neste museu você vai encontrar objetos e documentos dos comerciantes da época.

 

VEJA MAIS POSTS DA ALEMANHA

Onde ficar em Lübeck

O que fazer em Berlim em 3 dias: roteiro completo

O que fazer em Berlim no inverno: 22 dicas para o seu roteiro

Onde ficar em Berlim: melhores bairros, hotéis e hostels

RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos!)

SEGURO VIAGEM
todos com desconto
CHIP DE CELULAR
internet ilimitada
HOTÉIS
hostels, pousadas
AIRBNB
ganhe R$179